Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação
Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 07 / 25 / Araraquara inicia curso que amplia direitos das mulheres

Araraquara inicia curso que amplia direitos das mulheres

Oferecido gratuitamente a partir de agosto, o "Promotoras Legais Populares” será ministrado aos sábados
Visando oferecer às mulheres de Araraquara a oportunidade para ampliar seus conhecimentos sobre direitos legais, Araraquara irá oferecer, a partir de agosto, o curso gratuito "Promotoras Legais Populares”, ou PLP, por meio do Coletivo Bennu, composto por um grupo de mulheres autônomas da cidade. A proposta é formar a mulher para que ela possa promover a lei em suas comunidades.Segundo a coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres (ligada à Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular), Amanda Vizoná, o curso será oferecido em parceria da Prefeitura - por meio do Centro de Referência das Mulheres e Coordenadoria de Mulheres -, com a Defensoria Pública, que oferecerá material didático e defensores-facilitadores para ministrar aulas, além de universidades.Também componente do Coletivo Bennu, Amanda reforçou na terça-feira (24), em entrevista ao programa “Canal Direto com a Prefeitura” (via TV Web Participativa, na página oficial do Facebook da Prefeitura de Araraquara), a importância da participação das mulheres no curso. A aula inaugural será ministrada no dia 4 de agosto, das 9h às 12h, na Biblioteca Municipal Mário de Andrade. As demais ainda terão local divulgado posteriormente.Disponibilizando 70 vagas, de agosto a dezembro, aos sábados, das 9h às 12h (ou eventualmente em horário ampliado), o PLP será aberto para toda mulher a partir dos 16 anos de idade. As inscrições, online, podem ser feitas até esta quinta-feira (26), via página oficial do Facebook - Curso Promotoras Legais Populares, a partir do preenchimento de um formulário virtual.Quem tiver dificuldade para se inscrever, pode se dirigir ao Centro de Referência das Mulheres, das 7h às 15h30 desta quinta-feira, e preencher o formulário.CompartilhamentoAinda de acordo com Amanda Vizoná, o curso "Promotoras Legais Populares"  é um movimento que surgiu nos anos de 1990 na América Latina visando ampliar os conhecimentos das mulheres sobre seus direitos legais. O PLP chegou ao Brasil em 1994 e atualmente já tem mais de cinco mil mulheres formadas em todo o País.“Essa iniciativa possibilita compartilhar de forma popular os conhecimentos legais para que um número cada vez maior de mulheres possa saber mais sobre seus direitos”, acrescentou Amanda.Ministrado em Araraquara em 2009, o curso será retomado agora sempre abordando leis trabalhistas e previdenciárias e a Lei  Maria da Penha, além da questão da guarda dos filhos, separação de corpos e divórcio.“O PLP também debate a teoria do feminismo e a importância do engajamento para que a comunidade tenha uma mulher consciente sobre seus direitos”, enfatizou a  coordenadora de Políticas Públicas para as MulheresO Centro de Referência das Mulheres de Araraquara fica na Rua Pedro Morganti (ou Rua 11), entre as avenidas Feijó e José Bonifácio, na região central, com telefone-plantão 016-9.9762-0697, que atende 24 horas.