Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 07 / 27 / DAAE investe para reduzir índice de perdas de água em Araraquara

DAAE investe para reduzir índice de perdas de água em Araraquara

Média de perda nos primeiros cinco meses do ano já foi menor que a registrada no mesmo período de 2017
 Projetos de subsetorização, troca e renovação do parque de hidrômetros da cidade, localização de vazamentos não visíveis com o uso do novo geofone, além de manutenção e troca de válvulas redutoras de pressão são algumas das medidas que vem sendo implantadas pelo Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) para reduzir o índice de perdas de água em Araraquara.Essas ações têm como objetivo reduzir a média total do índice de perdas que fechou 2017 em 48,75%. E elas já estão apresentando resultados positivos: nos primeiros cinco meses de 2018, a média total do índice já caiu para 45.9%, quase 2 pontos percentuais a menos que o registrado no mesmo período do ano passado, que foi de 47,62%No caso do geofone adquirido pela Gerência de Controle de Perdas, o novo equipamento vai melhorar a eficiência e a qualidade dos trabalhos realizados pela gerência. O aparelho, que é importado e um dos mais modernos, atualmente, no mercado, foi adquirido por cerca de R$ 20 mil, da representante LWS Equipamentos para Saneamento, que forneceu treinamento quanto ao uso. Equipes comandadas pela Unidade de Macromedição saem a campo para pesquisar e detectar os vazamentos não visíveis nas tubulações de água da cidade.De acordo com Marcos Isidoro, superintendente do Daae, as perdas podem ser físicas, por rompimento de redes e de faturamento, por marcação menor causada por hidrômetros antigos que perdem a eficiência e também pela inadimplência de pagamentos.“Estamos trabalhando. Hoje, a média do Daae está em 46%. Se continuarmos com seu trabalho contínuo, ou seja, de setorização, troca e renovação do parque de hidrômetros da cidade, localização de vazamentos não visíveis e manutenção e troca de válvulas redutoras de pressão, a previsão é de redução das perdas em pelo menos 3% ao ano. Ou seja, no prazo de 3 anos o município deverá chegar ao patamar da média nacional”, avalia ele.Vale destacar ainda que somente na subsetorização da região do Jardim Roseiras e Vila Velosa está sendo implantado 1,5 km de rede para modernizar o sistema de interligação de água, reduzir vazamentos e combater perdas.