Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação
Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 09 / 27 / Prefeitura acolhe famílias que estavam acampadas no Assentamento Monte Alegre

Prefeitura acolhe famílias que estavam acampadas no Assentamento Monte Alegre

Cerca de 30 integrantes do Acampamento Novo Horizonte estão recebendo todo o apoio necessário no antigo Clube Estrela, na Vila Velosa
 A Prefeitura está acolhendo no antigo Clube Estrela, na Vila Velosa, 15 famílias do Acampamento Novo Horizonte que estavam no Assentamento Monte Alegre e tiveram de deixar o local após uma decisão judicial de reintegração de posse.No Clube Estrela, essas famílias estão recebendo todo o apoio necessário das secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social, Educação, Saúde, entre outros setores da Administração.Segundo a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa, essa foi a saída encontrada pela Prefeitura e pela Defensoria Pública.“Essas famílias são advindas do Acampamento Novo Horizonte, que estavam na divisa de Araraquara e Matão. Em um primeiro momento, houve a reintegração de posse, por meio de ação movida pelo Itesp, órgão do governo estadual. Naquele momento, algumas famílias voltaram para Matão e outras se deslocaram para um novo acampamento em Bueno de Andrada, quando também houve uma decisão judicial para que deixassem o local. Diante dessa situação, eles retornaram para o local original onde estavam acampados e, ali, sofreram uma nova decisão judicial para a saída”, relembra a secretária.“No meio dessas ordens judiciais, a antiga liderança deixou o grupo, permitindo que a Prefeitura e a Defensoria Pública pudessem construir com o grupo uma saída do local sem que houvesse uma intervenção policial e de oficiais de justiça”, explica.Jacqueline reforça que doações da população são aceitas para ajudar essas famílias. “Estamos dando suporte naquilo que é necessário: alimentação, questões de higiene pessoal, limpeza. Todas essas questões, a Prefeitura está proporcionando. Mas, são sempre bem-vindas as doações, já que são famílias que vêm de uma condição de vulnerabilidade. Roupas de cama, toalhas, roupas de banho, enfim, aquilo que a sociedade puder colaborar”, destaca.De acordo com a secretária, são 33 pessoas que estão no Estrela, sendo cinco crianças regularmente matriculadas na rede municipal de ensino. A Prefeitura está se mobilizando para que elas continuem frequentando normalmente a escola durante esse período.AgradecimentoMarcos Torres, de 47 anos, é um dos representantes das famílias que estão acampadas e agradece à Prefeitura. “O pessoal da Assistência Social está aqui o dia todo. Graças a Deus, estamos muito bem. A Prefeitura trouxe fogão, botijão de gás, está preocupada com alguma coisa que esteja faltando. A Prefeitura se propôs a nos ajudar e fomos muito bem acolhidos”, destaca.Para Marcos, a luta por uma terra para plantar e morar continua. “Graças a Deus, o Edinho botou a gente aqui e, agora, nós vamos pegar firme. Vamos correr atrás da Justiça e tentar arrumar um lugar para a gente ficar. Isso, um dia, vai acontecer. A gente não vai desistir. A gente está aqui, mas está pensando na nossa terra.”A repórter Regina Oliveira, da rádio web participativa, e Marcos Torres, representante das famílias A seguir, trecho do programa Voz da Cidade, da rádio web participativa, com matéria e entrevistas sobre o assunto.https://wetransfer.com/downloads/b1965e9684d29ff93be5bddcaadd7a1e20180927141138/166f190f2f9d509086e16ce659c9b9ba20180927141138/ca78be