Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação
Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 10 / 17 / Lei que reforça prevenção ao glaucoma é sancionada por Edinho

Lei que reforça prevenção ao glaucoma é sancionada por Edinho

Dia Municipal de Combate e Prevenção ao Glaucoma será lembrado anualmente, em 26 de maio, em projeto do vereador Edson Hel (PPS); doença causa cegueira incurável e demora para apresentar sintomas
O prefeito Edinho sancionou nesta quarta-feira (17) a lei que institui e inclui no Calendário Oficial de Eventos do Município o Dia Municipal de Combate e Prevenção ao Glaucoma, a ser lembrado anualmente em 26 de maio. O projeto de lei, de autoria do vereador Edson Hel (PPS), foi aprovado pela Câmara Municipal.
Segundo a lei, durante o Dia Municipal de Combate e Prevenção ao Glaucoma serão realizados exames com oftalmologistas, campanhas educativas e outras iniciativas, com o objetivo de informar a população sobre a necessidade da sua detecção precoce. Os recursos necessários para as despesas com a execução da lei serão obtidos por meio de doações de empresas privadas, sem gerar gastos ao Município.“É uma lei de extrema importância, que vai gerar uma grande campanha de conscientização e de realização de exames preventivos. O glaucoma é uma doença silenciosa e que causa cegueira incurável. Portanto, todo cuidado é necessário. Parabéns ao vereador pela idealização desse projeto”, afirma o prefeito Edinho.Segundo Edson Hel, 80% dos pacientes que têm a doença só buscam um oftalmologista após perderem parte da visão. “Isso acontece porque essa é uma patologia silenciosa. Por esse motivo, instituir um dia que provoque as pessoas a se informarem e a se prevenirem se faz tão necessário. Com as pessoas tendo conhecimento sobre como se cuidarem, os casos podem diminuir”, diz o vereador.Acompanharam o ato de sanção da lei o chefe de gabinete, Alan Silva, o médico oftalmologista responsável pelo Cresep (Centro de Referência em Saúde, Ensino e Pesquisa) Hospital de Olhos, Dr. José Augusto Cardillo, e o diretor Francisco de Assis Bergamim.Risco de cegueiraO glaucoma atinge 1 milhão de brasileiros e é a doença que mais causa cegueira irreversível no mundo, provocada pela elevação da pressão ocular — a catarata, líder do ranking das doenças que causam cegueira, é reversível por cirurgia. O glaucoma não tem cura, mas, diagnosticado precocemente, tem tratamento por meio de colírios (que baixam a pressão ocular), cirurgias e uso de laser.Segundo a Associação Brasileira dos Amigos e Familiares de Portadores de Glaucoma, a doença pode se desenvolver durante meses ou anos sem apresentar nenhum sintoma. Os sintomas só aparecem na fase mais avançada, quando a pessoa começa a esbarrar nas coisas, pois está perdendo a visão periférica (não enxerga bem o que está dos lados).São fatores de risco para a doença: pessoas que têm familiares com glaucoma, pessoas acima de 40 anos, pacientes com alto grau de miopia e diabéticos. Nesses casos, deve-se ficar ainda mais atento aos exames de rotina.