Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 10 / 22 / 2ª Semana da Alimentação Saudável termina com balanço positivo e mais de 460 participantes

2ª Semana da Alimentação Saudável termina com balanço positivo e mais de 460 participantes

Atividades foram realizadas em diversos locais, com foco nos bairros com maior vulnerabilidade social
 Com atividades planejadas de forma participativa pelos representantes do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Comsan) e da Câmara Intersecretarial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), foi realizada em Araraquara, de 16 a 19 de outubro, a 2ª Semana de Alimentação Saudável, com o tema da FAO-ONU: “É possível um mundo #Fome Zero até 2030”.De acordo com os organizadores, o balanço de quatro dias de atividades foi bastante positivo, já que elas envolveram mais de 460 pessoas no total, que tiveram a oportunidade de receber orientações que contribuem para uma alimentação saudável, o que resulta em melhor saúde e qualidade de vida para a população.A abertura da Semana ocorreu no dia 16 de outubro, dia mundial da alimentação saudável, no espaço do CEU das Artes, no Jardim São Rafael, com mais de 150 pessoas, incluindo a participação expressiva do público beneficiário das políticas sociais dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras). Foram realizadas diversas atividades como teatro de fantoches para crianças, diversos exames para avaliação da saúde, aula de dança e, ao final, distribuição de cestas de alimentos saudáveis doados pelos agricultores.No mesmo dia, no período da noite, foi realizada na Etec Paula Souza, a  palestra “Agroecologia, Alimentando o Corpo e Alma”, ministrada pela bióloga Mariana Crespo, com a participação de 63 pessoas, principalmente estudantes. Além de ensinar técnicas para o cultivo de alimentos orgânicos em casa, foram feitas atividades de relaxamento para o público.Na quarta feira, dia 17 de outubro, ocorreu na Casa da Cultura a exibição do filme “Por um mundo sem Fome”, do projeto memória de Josué de Castro. Na sequência, houve um debate sobre o tema, do qual participaram 24 estudantes.Ainda dentro das atividades da semana, no dia 18 de outubro foi realizada uma oficina sobre “Produtos Derivados da Soja”, sob a coordenação de Daniela Cavalini, da Faculdade de Ciência Farmacêuticas da Unesp, na qual foram preparadas receitas para o aproveitamento da farinha de soja que enriquece os alimentos, elevando os níveis de fibras e proteínas. O público de 16 pessoas foi composto por  beneficiários do programa Unisoja, desenvolvido em convênio entre a Prefeitura e Unesp.Outra atividade que ocorreu neste dia, 18 de outubro foi a palestra “Política de Segurança Alimentar e Nutricional”, realizada no período da tarde, no IFSP, na qual o coordenador de segurança alimentar Marcelo Mazeta apresentou as ações desenvolvidas no município para cerca de 75 estudantes.OFICINAS CULINÁRIASDe forma paralela a estas atividades, foi também realizado o Ciclo de Oficinas Culinárias nos CRAS, com foco no “Aproveitamento Integral dos Alimentos”. Estes cursos foram realizados pelo Núcleo de Educação Alimentar e Nutricional   e estudantes de Nutrição da Unip e UNIARA, nos seis CRAS que fazem parte do programa “Territórios em Rede”. Foi, portanto, uma atividade intersetorial muita importante, da qual participaram 135 pessoas cadastradas nos respectivos Cras. Elas tiveram oportunidade de aprender receitas práticas de alimentos saudáveis, aproveitando, por exemplo, os talos das verduras para fazer o recheio das esfirras e cascas de frutas para preparar bolos.Encerrando a semana, no dia 19 de outubro, foi realizado pela Pastoral da Criança, na Igreja de São Peregrino, no Jd São Rafael, o projeto “Celebração da Vida”, sob coordenação de Maria Alice Martinez, do qual participaram 22 pessoas.Além da semana, ocorreram também no Sesc, as oficinas culinárias “Sabores do Nordeste”, no dia 6 de outubro, e “De Pão em Pão”, no dia 21 de outubro.Foram quatro dias de atividades planejadas de forma intersetorial contando com o apoio da Câmara Municipal, Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp, Etec “Profª Anna de Oliveira Ferraz”, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFSP), Universidade Paulista (Unip), Universidade de Araraquara (Uniara), SESC e Comércio e Pastoral da Criança.Todo este processo participativo, intersetorial e de educação alimentar e nutricional está em consonância com a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.