Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação
Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 11 / 07 / Secretaria da Educação promove encontro para dialogar sobre trajetória escolar e medidas socioeducativas

Secretaria da Educação promove encontro para dialogar sobre trajetória escolar e medidas socioeducativas

Participaram gestores e técnicos dos CRAS, diretores, coordenadores pedagógicos, supervisores de ensino e equipe técnica da Secretaria Municipal da Educação
 Com o auditório da Biblioteca Municipal Mário de Andrade lotado, a Secretaria Municipal da Educação promoveu nesta terça-feira (6) um encontro com o tema "Trajetória escolar e medidas socioeducativas" com a Profa. Dra. Débora Cristina Fonseca, da Unesp de Rio Claro.Participaram do evento gestores e técnicos dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), diretores das Unidades de Educação da Prefeitura, coordenadores pedagógicos das escolas, supervisores de ensino e a equipe técnica da Secretaria Municipal da Educação.A professora apresentou dados da sua pesquisa sobre a trajetória escolar dos adolescentes e jovens que incorreram em medidas socioeducativas, as impressões destes sobre a escola, relação com professores e ambiente escolar, e a relação e impressões e vivências destes na Fundação Casa.A educação é um direito, neste sentido à escola incumbe pensar e repensar como acolhe e como garante este direito, incluindo adolescentes e jovens em medidas socioeducativas. Neste sentido, relações cooperativas em rede com outros atores e políticas sociais são fundamentais.“É necessária uma ação intersetorial nos territórios de maior vulnerabilidade de modo sistêmico, com o objetivo de articular ações, programas e projetos, reduzindo tempos, dando mais agilidade e olhando de modo global para seus habitantes, razão do Programa Municipal ‘Territórios em Rede’”, explicou Clélia Mara dos Santos, Secretária Municipal da Educação.O programa municipal “Territórios em Rede” está presente nas regiões do Jardim Cruzeiro do Sul, do Jardim das Hortênsias, do Parque São Paulo, do Residencial Valle Verde, do Jardim São Rafael e do Cecap/Iguatemi (com foco do Residencial dos Oitis).Para a gerente da Educação Especial, Cássia Canato, “é importante, desde a educação infantil, identificar, acolher e acreditar na melhor formação do aluno, apesar da vulnerabilidade social”.“Nós temos com os alunos um compromisso social que vai além dos muros da escola”, acrescentou a diretora Adriana Morales, que atua no CER Eduardo Borges Coelho, no Jardim Morumbi.