Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 11 / 12 / Saúde ressalta importância da campanha “Novembro Azul”

Saúde ressalta importância da campanha “Novembro Azul”

Médica Ana Paula Urdialies Garcia diz que além do câncer de próstata, UBS pode detectar outros tipos de doenças masculinas
A médica de família e comunidade da UBS – Unidade Básica de Saúde do Jardim Brasília, Ana Paula Urdialies Garcia, ressaltou na semana passada, no programa ‘Canal Direto com a Prefeitura’, a importância da campanha “Novembro Azul” para o homem.Todas as unidades da rede municipal de saúde de Araraquara estão capacitadas para avaliar se o usuário do sistema pode ou não desenvolver o câncer de próstata a partir de alguns fatores que indiquem a alteração, de forma benigna ou maligna. “No Brasil, cerca de 25% dos casos de câncer de próstata levam a óbito, devido a agressividade da doença em alguns tipos de casos, o que reforça a necessidade do diagnóstico precoce”, reforçou Ana Paula.A médica acrescentou que não basta o exame de sangue da próstata, o PSA. “O estilo de vida do homem, como maus hábitos alimentares e excessos de consumo de álcool ou de drogas, além do histórico familiar, também são fatores de riscos para a causa da doença”, disse.É importante ainda que ele fique atento a alguns fatores. Quando o jato de urina está mais fraco ou apenas pingando, se acordar várias vezes para ir ao banheiro à noite, ter dificuldades para urinar e sensação de bexiga cheia, é preciso uma investigação maior sobre a próstata.ReversãoAna Paula também explicou que nem sempre esses sintomas são sinais de câncer de próstata. Uma patologia chamada HPB (Hiperplasia Benigna da Próstata), em que a próstata cresce mas não necessariamente se configura como câncer, tem o problema normalmente revertido com tratamento médico.Ainda de acordo com a doutora, existem controvérsias nas sociedades médicas sobre a necessidade ou não de exames periódicos ou anuais, como o PSA e o toque retal, principalmente em homens a partir dos 50 anos de idade ou com fatores de riscos, e negros a partir dos 45 anos.“O que eu uso como referencial são as queixas do paciente, com uma consulta mais qualificada e liberdade para o usuário (paciente) se manifestar abertamente sobre a necessidade ou não do exame no momento”.Ações especiaisAlém das ações de rotina em toda a rede municipal de saúde, o “Novembro Azul” terá ações em dias e horários especiais em duas unidades de Araraquara. Nesta terça-feira (13), das 17h às 21h, na USF - Unidade de Saúde da Família do Jardim Santa Lúcia, com a equipe 2, e no dia 1º de dezembro, das 7h às 15h, na USF do Jardim Yedda.Canal abertoO programa ‘Canal Direto com a Prefeitura’ vai ao ar ao vivo de segunda a sexta-feira, às 18h30, na TV Web Participativa, via página oficial do Facebook da Prefeitura de Araraquara. O convidado do programa é sempre um representante do governo.