Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 11 / 14 / Programação da Consciência Negra segue na segunda quinzena de novembro

Programação da Consciência Negra segue na segunda quinzena de novembro

Um dos destaques é Marcha da Consciência Negra, organizada pelo COMCEDIR, no dia 20, com concentração na Praça Pedro de Toledo
 A programação do mês da Consciência Negra segue nesta segunda quinzena de novembro com diversas atividades realizadas pela Coordenadoria Executiva de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e pelo Centro de Referência Afro Mestre Jorge, ligados à Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular. Toda a programação é gratuita.O destaque fica por conta da programação do Dia Municipal da Consciência Negra e dos Orixás – feriado municipal, 20 de novembro – que terá início com a Marcha da Consciência Negra, organizada pelo COMCEDIR - Conselho Municipal de Combate à Discriminação e ao Racismo.A concentração da Marcha será na Praça Pedro de Toledo, a partir das 10 horas, com saída prevista para às 11 horas e encerramento ao meio-dia. O percurso do trajeto será na área central (sobe a Rua Itália, desce a Av. Espanha, vira à direita na Rua São Bento e vira novamente à direita na Av. Duque de Caxias retornando à Praça Pedro de Toledo).À tarde, a partir das 16 horas, iniciam as atividades do “Show do Dia Municipal da Consciência Negra”, numa realização da Prefeitura de Araraquara em parceria com a Associação Cultural dos Afrodescendentes e Amigos de Araraquara e Região, a ACAAAR. A grande atração do evento é Leci Brandão, cantora carioca que tem 26 obras produzidas em 42 anos de carreira e é muito admirada pelos araraquarenses, militante histórica pelas questões que envolvem o combate ao racismo e promoção da igualdade racial. O show no Teatro de Arena também terá a participação de convidados especiais: Junior Barros, Samba de Bamba, DJ Marcelo e DJ Bogé.Na quarta-feira, dia 21, o dia volta-se para o debate com o coordenador de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiz Fernando Costa de Andrade. A palestra “Por que racismo não é bullying” abre o programa em Américo Brasiliense, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Dona Lúcia Mariana Romania Ber, às 10 horas. Depois, à noite, às 19 horas, os alunos do IFSP (Instituto Federal de São Paulo) Araraquara participam da roda de conversa sobre “Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Consciência Negra”.Nos dias 28 e 30, as atividades também estão inseridas na programação do Projeto “Araraquara com Humanismo”. A ideia é fortalecer, com atividades integradas, as datas simbólicas que significam a luta e o combate ao preconceito e à discriminação e a promoção dos direitos e da dignidade das chamadas minorias políticas, que sempre estiveram à margem do processo histórico por suas diferenças e/ou características próprias: mulheres, negros, comunidade LGBT, juventude, idosos e pessoas com deficiência.Assim, na quarta-feira, dia 28, acontece, na Câmara Municipal, o lançamento da cartilha protocolo sobre Injúria Racial e também a apresentação da rede de atores institucionais da Política de Combate ao Racismo.Entre os atores envolvidos, destacam-se: COMCEDIR, Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular, Coordenadoria Executiva de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Secretaria Municipal de Cooperação de Assuntos da Segurança Pública, Secretaria Municipal de Justiça e Cidadania, Câmara Municipal de Araraquara (gabinete da vereadora Thainara Faria), Defensoria Pública do Estado de São Paulo e Ordem dos Advogados do Brasil.Já na sexta-feira, dia 30, das 13h às 17h30, na Fundação CASA, será realizado o “Hip-Hop em Ação”, dentro do Projeto CASA da Cidadania e das Diversidade. A programação conta com linguagens e práticas culturais contemporâneas: matriz africana, afro-brasileira, popular, periférica, nacional e internacional - todas voltadas para os alunos da fundação. A ação marca o encerramento das atividades do ano letivo na fundação.Vale destacar que no dia 29, quinta-feira, acontece a segunda edição do “Dia do Empoderamento, Corpo e Beleza”, com início às 13h30 no Centro de Referência Afro Mestre Jorge. Haverá vivências, práticas e trocas de experiências sobre cabelos crespos e cacheados, com as cabeleireiras/trançadeiras: Roberta da Silva, Bruna Ribeiro e Gisele Moraes. O grupo de crianças e adolescentes do Centro Educacional e Assistencial Oficina das Meninas já confirmou presença. Na abertura do evento, será realizada a performance artística “O Pescador”, com Robertrix (Roberto Marcondes). Programação:20/11 – terça-feira (Dia Municipal da Consciência Negra e dos Orixás)- 10h: Marcha da Consciência NegraLocal: concentração na Praça Pedro de Toledo- 16h: Show Dia Municipal da Consciência NegraLocal: Teatro de ArenaProgramação: Samba de Bamba, Júnior Barros, DJ Marcelo e DJ BogéAtração principal: Leci Brandão 21/11 – quarta-feira- 10h: Palestra: “Por que racismo não é bullying”Local: Escola Municipal de Ensino Fundamental Dona Lúcia Mariana Romania Berti (Américo Brasiliense)- 19h: Roda de conversa “Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Consciência Negra”Local: IFSP Araraquara 28/11 – quarta-feira/ Projeto “Araraquara com Humanismo”- 19h: Mesa redonda: Lançamento Cartilha e Protocolo sobre Injúria Racial e apresentação da rede de atores institucionais (Política de Combate ao Racismo)Local: Câmara Municipal de Araraquara 29/11 – quinta-feira- 13h30. Dia do Empoderamento, Corpo e BelezaLocal: Centro de Referência Afro Mestre Jorge 30/11 – sexta-feira/ Projeto “Araraquara com Humanismo”- 13h às 17h30: “Hip-Hop em Ação”Local: Fundação CASAProgramação gratuita