Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação
Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 12 / 12 / Homenagens marcam inauguração da nova sede do Fundo Social e da Farmácia Solidária

Homenagens marcam inauguração da nova sede do Fundo Social e da Farmácia Solidária

Evento teve presença da esposa do ex-prefeito Clodoaldo Medina, Dora Galvão Medina, a primeira presidente do Fundo Social de Solidariedade; Farmácia Solidária leva o nome de Samuel Brasil Bueno

Em evento emocionante, na manhã desta quarta-feira (12), foram inauguradas a Farmácia Solidária e a nova sede do Fundo Social de Solidariedade, que ficam na Rua Imaculada Conceição (Rua 12), nº 3885, na Vila Yamada.

  A nova sede é adequada para as atividades do Fundo Social por possuir salas para cursos, reuniões, recepção e para guardar alimentos e outros produtos recebidos para doações. Além disso, fica junto ao Espaço Kaparaó, onde o Fundo Social administra vários cursos profissionalizantes.

No evento, também foi inaugurada uma galeria com fotos de todas as ex-presidentes do Fundo Social de Solidariedade desde a sua fundação, em 1983: Carmem De Santi (1989-1992 e 1997-2000), Cristina Massafera (1993-1996), Enide Fracasso (2001-2004), Andrea Túbero (2005-2008), Zi Barbieri (2009-2012) e Cidinha Silva (2017-atual).A Farmácia Solidária, que leva o nome de Samuel Brasil Bueno, vai receber medicamentos de laboratórios, distribuidoras, farmácias, consultórios médicos e também da população, para que possa ser dada a destinação correta, evitando o descarte irregular e a automedicação.“A farmácia foi uma ideia muito simples, mas que tem um alcance muito grande. E ela precisava ter o nome do Samuel Brasil Bueno por tudo o que ele representou e simbolizou”, afirmou o prefeito Edinho.O vereador José Carlos Porsani (PSDB), grande amigo de Samuel, parabenizou a todos pela homenagem. “Ele foi um de meus melhores amigos. Era leal e gostava de fazer as coisas para a comunidade”, disse o vereador, que destacou o fato de a presidente do Fundo Social, Cidinha Silva, ser “a pessoa certa no lugar certo”.Cidinha agradeceu a todos os parceiros que ajudam o Fundo Social em suas atividades. “Muito obrigado a todos que trabalham conosco. Aqui, eu me encontrei. Amo aquilo que faço. Aqui, hoje, realiza-se um grande sonho. Foram dias intensos, mas nosso sonho se tornou realidade”, disse Cidinha.Dora Galvão Medina, viúva do ex-prefeito Clodoaldo Medina e primeira presidente do Fundo Social de Solidariedade, agradeceu pela homenagem e disse a todos para prosseguirem com o trabalho. “Continuem trabalhando firme pela nossa cidade. Todos estão de parabéns”, resumiu, além de relembrar detalhes da criação do Fundo, em 1983.Gabriela de Oliveira Eiras, sobrinha-neta de Carmem de Santi, também agradeceu a homenagem. “Ela tinha o coração aberto para acolher qualquer um. Sua trajetória foi escrita de maneira fascinante. Com certeza, minha tia está exultante com o capítulo que estamos escrevendo”, disse.Gisela Gomides falou em nome da família e dos amigos de Samuel Brasil Bueno. “Ele tinha muito cuidado com as pessoas. Todo dia era um aprendizado”, afirmou.

ProjetosLúcia Casagrande, coordenadora técnica do Fundo Social do Estado de São Paulo, elogiou a atuação de Cidinha à frente da entidade de Araraquara. “A Cidinha tem no coração dela a generosidade e o amor”, disse.

O comandante do 13º Batalhão de Polícia Militar do Interior, tenente-coronel Adalberto José Ferreira, destacou que o Fundo Social de Araraquara é atuante e que possui projetos em parceria com a PM, como o “Natal Sem Fome”. “Estamos sempre à disposição do Fundo Social”, declarou.Marlene Lopes, representando o Conselho Municipal do Fundo Social, também destacou a história do Fundo Social. “Tive a oportunidade de trabalhar com a Dona Carmem e com as outras presidentes. Tenho grande felicidade de estar aqui.”Ainda estiveram no evento o presidente da Câmara, Jeferson Yashuda (PSDB), além dos vereadores Paulo Landim (PT), Toninho do Mel (PT), Juliana Damus (Progressistas), Roger Mendes (Progressistas), Edson Hel (PPS) e Gerson da Farmácia (MDB). Participaram também da cerimônia Rosa Barbiero, vice-presidente do Fundo Social de Solidariedade, o pastor João Reginaldo da Cruz e Maria Teresinha T. Bueno, viúva do homenageado Samuel Brasil Bueno, que dá nome à Farmácia Solidária.

 O homenageado

Samuel Brasil Bueno foi presidente do Comcriar (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente) e conselheiro do Fundo Social de Araraquara.  Foi empresário do ramo farmacêutico durante 45 anos. Foi coordenador da criação do Bosque Rotário e do Bosque Maçônico, fez parte da Acia (Associação Comercial e Industrial de Araraquara), suplente de vereador e colaborou com o jornal O Imparcial, sendo o responsável pela coluna “Seu nome está na Rua”, que resgatou mais de 700 histórias. Também colaborava com o Memorial da Câmara Municipal, ajudando nas pesquisas e compartilhando seu conhecimento e acervo de memórias das famílias de Araraquara.

Samuel também presidiu o Ceproesc (Centro de Promoção Educacional e Social na Comunidade) e era membro atuante do Rotary Club Araraquara Oeste, do qual foi presidente por cinco mandatos e um dos fundadores do Banco de Camas Hospitalares.

Faleceu em 9 de maio de 2017, aos 75 anos.