Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 12 / 13 / Curso Agricultura Familiar de Base Agroecológica forma segunda turma de pequenas produtoras

Curso Agricultura Familiar de Base Agroecológica forma segunda turma de pequenas produtoras

Iniciativa é uma parceria do Núcleo de Estudos em Agroecologia e Economia Feminista do IFSP Matão com a Prefeitura de Araraquara

Apoiar, fortalecer e capacitar mulheres dos assentamentos rurais e da agricultura familiar na produção agroecológica de alimentos e sua comercialização na Feira do Produtor de Araraquara. Esse é o objetivo do Curso “Agricultura Familiar de Base Agroecológica”, que formou a segunda turma na quarta-feira (12). O curso é uma parceria do Núcleo de Estudos em Agroecologia e Economia Feminista do Instituto Federal de São Paulo Campus Matão (NEA-IFSP Matão), com a Prefeitura de Araraquara, através da Coordenadoria Executiva de Agricultura, órgão ligado à Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Econômico.

No total, 23 mulheres dos assentamentos Bela Vista do Chibarro (Araraquara) e Córrego Rico ( Jaboticabal) e outras comunidades rurais receberam a certificação. Elas participaram de oficinas de Processamento Mínimo de Alimentos e de outros temas relacionados ao trabalho da mulher no campo. Foram 160 horas de formação com periodicidade semanal, sendo 20 encontros de 8 horas. As oficinas aconteceram nos assentamentos com carga horária de 4 horas cada uma.

De acordo com a professora do curso Alexandra Filipak, as formandas receberam uma bolsa de R$ 150 durante o curso, além de alimentação nos dias de atividades. O IFSP também forneceu todo o material pedagógico, os coletivos e os individuais.

 “Estamos aqui para celebrar a conclusão de uma etapa muito importante para esse grupo que vive e trabalha no campo, produz e comercializa seus alimentos nas feiras do produtor de Araraquara. Porque a qualificação possibilita a transformação das situações de desigualdades no campo, através da autonomia econômica”, afirmou ela, durante a cerimônia.

A coordenadora municipal de Agricultura, Silvani Silva, também presente na formatura, parabenizou as produtoras rurais que participaram desta segunda turma e destacou a importância da adequação de seus produtos às tecnologias de produção agroecológica.

 “Muitas produtoras rurais tiram o sustento de suas famílias da terra. Agregando valor à produção, é possível gerar mais renda e, consequentemente, trabalhar e viver com mais qualidade”, concluiu Silvani Silva.