Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação
Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 12 / 21 / Café da manhã com pessoas em situação de rua leva emoção à Praça Pedro de Toledo

Café da manhã com pessoas em situação de rua leva emoção à Praça Pedro de Toledo

Homens e mulheres acolhidos por entidades fizeram apresentações de teatro e música, na manhã desta quinta (20); prefeito Edinho destaca o combate à exclusão social
Um café da manhã de confraternização de final de ano organizado pela Prefeitura para as pessoas em situação de rua na Praça Pedro de Toledo, no Centro, na quinta-feira (20), levou reflexão e emoção ao público presente.
Homens e mulheres acolhidos pelas entidades Associação São Pio, Associação Sacrário de Amor e pelo Centro POP (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua) realizaram apresentações teatrais e musicais que estimularam a reflexão e destacaram o espírito natalino.O evento ainda contou com presença do bispo da Diocese de São Carlos, Dom Paulo Cezar Costa, do pastor Edi, da Igreja Batista da Gratidão, e de outras autoridades religiosas.“Queremos que a população em situação de rua derrote as drogas e a dependência química, deixe as ruas e procure os nossos serviços de Assistência Social”, afirmou o prefeito Edinho.O bispo Dom Paulo Cezar Costa ressaltou o significado do evento. “Acolher essas pessoas que estão na rua e não têm a sua dignidade reconhecida pelos diversos autores da sociedade é um dever de fé. E é fazer com que essas pessoas se sintam acolhidas, amadas. O que muda a vida das pessoas é ser encontrada, acolhida onde ela está”, disse o bispo.O vereador Roger Mendes (Progressistas), representando a Câmara Municipal, elogiou a iniciativa da Prefeitura e o trabalho das entidades de acolhimento. “É um governo que tem olhos atentos a aqueles que mais precisam”, declarou o parlamentar. “E são as entidades que, muitas vezes, chegam onde o Legislativo e o Executivo não conseguem chegar.”Representando as entidades, Maria Lucia Akutsu, da Sacrário de Amor, afirmou que todas essas pessoas precisam de amor. “São a minha família. Até moro com eles e todos me chamam de mãe. Amo meus meninos como se fossem meus filhos. São meninos escolhidos por Deus e que precisam do nosso amor e dedicação”, declarou.Ainda estiveram no evento o presidente da Câmara, Jeferson Yashuda (PSDB); os vereadores Paulo Landim (PT), Toninho do Mel (PT) e Edson Hel (PPS); a deputada estadual Márcia Lia (PT); a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa; a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Silva; Magda Regina Gomes Leite, da Associação São Pio; Sandra Tochio, do Grupo Viva (Voluntários Independentes Vivendo Amor); entre outras autoridades.