Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação
Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2018 / 12 / 21 / Serviços de atendimento à mulher, à gestante e a LGBTs ganham nova sede

Serviços de atendimento à mulher, à gestante e a LGBTs ganham nova sede

Espaço na Avenida Espanha foi inaugurado na noite de quarta (19) e reúne o Centro de Referência da Mulher, o Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+ e o programa de cuidados na gestação, atendendo prioridades eleitas no OP
Três novos serviços públicos foram inaugurados pela Prefeitura na noite de quarta-feira (19), no Centro: a nova sede do Centro de Referência da Mulher, a entrega do Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+ e a inauguração da sede do Programa Municipal Multidisciplinar de Cuidados na Gestação e no Pós-Parto.
Todos esses serviços agora ficam na Avenida Espanha, nº 536, próximos ao Teatro Wallace Leal Valentim Rodrigues. O Centro LGBTQIA+ e o programa de cuidado à gestante foram eleitos como prioridades nas plenárias temáticas LGBT e de Mulheres do Orçamento Participativo em 2017 e, agora, tornam-se realidade.Agora em espaço mais amplo, o Centro de Referência da Mulher (CRM) “Heleieth Safiotti” passa a funcionar de segunda a sexta, das 7h às 16h30.O objetivo é que o novo CRM atenda a população feminina como um todo, e não apenas mulheres que foram vítimas de violência, como funcionava antes. O espaço também conta com um telefone de plantão 24 horas, para realização de acolhimento, esclarecimento de dúvidas e encaminhamento à Casa Abrigo.O Centro de Referência LGBTQIA+ (sigla para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros, Transexuais, Travestis, Queer, Intersexo, Assexuais, entre outros) tem psicólogo, equipe de atendimento, sala de aula, sala multimídia e biblioteca. A unidade leva o nome de Nivaldo Aparecido Felipe de Miciano, conhecido por “Xuxa”.O outro serviço inaugurado, o Programa Municipal Multidisciplinar de Cuidados na Gestação e no Pós-Parto, irá oferecer atendimento multidisciplinar compartilhado às mulheres durante o período gestacional e puerpério (após o parto), em parceria com a Maternidade Gota de Leite.Dia históricoEm sua fala, o prefeito Edinho enalteceu o fato de o primeiro Centro de Referência LGBTQIA+ ser inaugurado na cidade e parabenizou a assessora de Políticas LGBT, Filipe Brunelli, pelo trabalho realizado e por seu empenho. “Devemos derrotar o preconceito e fazer prevalecer os direitos iguais na sociedade”, disse.Edinho ainda lembrou o histórico de Xuxa, homenageado com o nome do Centro de Referência. “Estamos homenageando um ser humano filho da periferia, do preconceito, da exclusão. Um travesti que se tornou um ícone. É uma das homenagens mais justas que a gente poderia estar prestando”, afirmou.O prefeito ainda elogiou o novo espaço do CRM e ressaltou a importância do programa de apoio à gestante. “Esse programa vai mudar a concepção de parto nesta cidade. O ser mais especial do mundo é a mulher, pois ela já nasceu empoderada. Quem tem o dom da vida é a mulher. Esse programa coloca a gravidez e o pós-parto em outro patamar”, concluiu Edinho.A assessora Filipe Brunelli agradeceu a Edinho e destacou que a Prefeitura realmente trabalha as pautas LGBTs com cuidado, e não apenas como uma obrigação. “Abrir um centro de referência LGBT, atualmente, é abrir um centro de resistência. Este será um espaço de acolhimento a todos os LGBTs de Araraquara.”Amanda Vizoná, coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres, também agradeceu ao prefeito Edinho pela oportunidade. “É um prefeito que pensa em uma nova sede enquanto outros gestores estão fechando as sedes. Nós melhoramos muito o nosso espaço e o nosso atendimento. Vamos levar esse olhar sensível para todas as mulheres”, declarou.A coordenadora de Direitos Humanos, Maria Fernanda Luiz, que é prima de Xuxa, agradeceu a todos pelo nome do Centro LGBTQIA+. “Ela dizia que era muito feliz e sabia lidar com as dificuldades. Eu me orgulhei muito com a oportunidade de conviver com ela. Onde está, está muito alegre agora”, disse.Representando a Câmara Municipal, a vereadora Thainara Faria (PT) afirmou que a resistência e a luta contra o preconceito são necessárias e elogiou o atendimento que as novas sedes irão prestar. “Esse espaço simboliza a aproximação do poder público com a população”, lembrou.Márcia Lia (PT), deputada estadual, também esteve presente. “É um espaço lindo, maravilhoso, e temos que estar todos de mãos dadas, juntos, porque 2019 será um ano difícil. Temos que sempre combater o preconceito”, afirmou.Ainda estiveram presentes no evento o presidente da Câmara Municipal, Jeferson Yashuda (PSDB), os vereadores Toninho do Mel (PT) e Roger Mendes (Progressistas), secretários, coordenadores e gestores municipais, representantes de conselhos municipais, entre outras autoridades.