Você está aqui: Página Inicial / importação / noticias / 2019 / 01 / 24 / Araraquara terá Centro de Referência do Autismo

Araraquara terá Centro de Referência do Autismo

O prefeito Edinho Silva autoriza neste sábado (26), por meio de ordem de serviço, o início das obras do Centro de Referência Municipal especializado no atendimento de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). O espaço vai assegurar um novo modelo para atendimento integrado e multidisciplinar aos autistas de Araraquara e da microrregião.O Centro de Referência vai funcionar no Jardim Dom Pedro I, ao lado do Centro de Reabilitação (CER) Dr. Eduardo Lauand, que será responsável pela gestão do espaço e é vinculado à Secretaria Municipal de Saúde. O prédio, que chegou a abrigar um telecentro comunitário e está desocupado desde 2014, passará por obras de reforma e ampliação.O local contará com salas de atendimento multiprofissional nas áreas de psicologia, terapia ocupacional, fonoaudiologia e neurologia, contemplando consultórios para atendimento individual e em grupo, sala de reunião, recepção e banheiros.A obra, orçada em R$ 260 mil e executada com recursos do Ministério da Saúde, deve ser entregue em até seis meses e será feita pela empresa Provac, vencedora da licitação.O Centro de Referência do Autismo é resultado do projeto elaborado pelo grupo de trabalho instituído pelo prefeito Edinho em abril de 2017, que reúne representantes das secretarias municipais de Saúde, Assistência e Desenvolvimento Social, Educação, e Planejamento e Participação Popular, além da sociedade civil organizada. A unidade especializada foi um compromisso firmado pelo prefeito Edinho com entidades ligadas ao tema. O vereador Roger Mendes também participou de todo o processo.O espaço integra as políticas públicas voltadas às pessoas com deficiência em curso no município desde 2017, que contemplam, dentre outras ações, a realização da 1ª Conferência Municipal da Pessoa com Deficiência, a posse Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência e o Dia da Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho, além da plenária temática do Orçamento Participativo e de diversas campanhas de conscientização.Sobre o autismoO TEA é caracterizado por dificuldades na socialização, na comunicação e no comportamento, e é mais comum em meninos.A condição afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo 2 milhões somente no Brasil.O transtorno se manifesta de formas diferentes em cada pessoa, variando de mais leve a mais grave, sendo possível trabalhar medidas que proporcionam um grande avanço na inclusão social e na melhoria da qualidade de vida das pessoas afetadas.As causas do autismo são desconhecidas e não existe cura, mas quando diagnosticado precocemente, há mais chances de melhora do quadro e desenvolvimento da criança.