Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2019 / Abril / 08 / Conferências debatem o meio ambiente e o crescimento sustentável

Notícias

Conferências debatem o meio ambiente e o crescimento sustentável

Evento de abertura das conferências de Meio Ambiente e de Política Urbana foi realizado no sábado (6), no auditório da Uniara
foto01 Prefeito Edinho durante abertura da Conferência Municipal de Meio Ambiente 6abr19 Tetê Viviani.jpg

 

As conferências municipais do Meio Ambiente e de Política Urbana foram abertas na manhã de sábado (6), no auditório da Uniara (Universidade de Araraquara), com palestra de Nabil Bonduki, arquiteto, urbanista e professor da USP (Universidade de São Paulo).

As conferências são uma realização da Prefeitura e dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente (Comdema) e de Planejamento e Política Urbana Ambiental de Araraquara (Compua), com parceria do Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos) e apoio da Uniara.

Apesar de as duas aberturas das conferências terem sido juntas, a programação da conferência de Meio Ambiente foi realizada no próprio sábado, enquanto os debates referentes à Política Urbana serão em 27 de abril.

“São conferências extremamente importantes para traçarmos o modelo de cidade que queremos, o futuro de Araraquara. Dois temas que não se dissociam. É impossível pensarmos o espaço urbano sem pensarmos no desenvolvimento sustentável, na ocupação do espaço urbano e nas políticas ambientais”, declarou o prefeito Edinho no evento.

Edinho também destacou a participação popular. “Por opção do nosso governo, aquilo que a população decide nas conferências se torna um Plano Municipal encaminhado para a Câmara e se transforma em lei. Portanto, quem vai decidir as políticas ambientais e as políticas de desenvolvimento urbano para o próximo período, que demonstrem qual a cidade que queremos e teremos, é a própria população moradora da cidade”, complementou o prefeito.

 



Em sua fala, o superintendente do Daae, Donizete Simioni, fez a defesa da autarquia como um órgão gestor do meio ambiente e um dos responsáveis pela manutenção da qualidade de vida do município, recordando que Araraquara ficou na primeira posição nacional em qualidade de vida em 2007.

Simioni lembrou que Araraquara possui 120 mil árvores, com 64 metros quadrados de área verde por habitante, sendo que a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda pelo menos 12 metros quadrados como o ideal.

O Daae, inclusive, foi certificado com o selo estadual Verde Azul no ano passado, quando investiu R$ 25 milhões na política de resíduos ambientais, na biodiversidade e em recursos hídricos. Para este ano, são previstos R$ 27 milhões em investimentos.

Representando a Câmara Municipal, o vereador Roger Mendes (Progressistas) parabenizou a Prefeitura por proporcionar à população a possibilidade de fazer as escolhas. “Com participação popular, é possível atender um número bem maior de pessoas”, opinou o parlamentar.

Ainda estiveram no evento o vereador Elias Chediek (MDB); Ana Carolina Buzzo Marcondelli, representando a Uniara, e Cláudio Paiva, representando a Unesp; a secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Poleto; a secretária de Planejamento e Participação Popular, Maria José Scárdua, o coordenador de Participação Popular, Alcindo Sabino; entre outras autoridades.

registrado em: ,