Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2019 / Abril / 08 / Documentário indígena apresenta o resgate e utilização do barro na vida da comunidade

Cultura

Documentário indígena apresenta o resgate e utilização do barro na vida da comunidade

- Filme da programação do Ciclo de Cinema no Mês do Índio será nesta terça (09), às 14 horas, no Museu Voluntários da Pátria
celebrando barro.jpg

 

A programação do Ciclo de Filmes sobre a questão indígena, realizada pela Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, exibe nesta terça-feira, 10 de abril, o documentário “Celebrando o Barro, Celebrando a Vida”. A atividade tem início às 14 horas no Museu Voluntários da Pátria, e é seguida por uma visita monitorada à sala de acervo indígena. A programação é gratuita.

“Celebrando o Barro, Celebrando a Vida”, do cineasta araraquarense Paulo Souza, é um documentário indígena produzido na aldeia Pataxó da Jaqueira no Sul da Bahia, que mostra o resgate e utilização do barro na vida daquela comunidade.

O documentário foi gravado em uma aldeia Pataxó de Porto Seguro, no Sul da Bahia e revela aspectos socioantropológicos da tribo, como a recuperação dos saberes e os fazeres relativos à cerâmica. Os ensinamentos ancestrais são expressos no resgate de várias práticas, como no uso do barro pelos jovens artistas da aldeia Pataxó da Jaqueira.

Vale destacar que a região de Porto Seguro concentra aproximadamente 14 mil indígenas, divididos em 22 aldeias. O grupo Pataxó da Jaqueira fica restrito a uma população com cerca de 100 índios.

Após a exibição do dcoumentário haverá visita guiada pela sala que apresenta a mostra de longa duração do acervo indígena. Os visitantes poderão observar objetos de uso pessoal, como: adornos em geral, objetos de caça e pesca, e objetos do cotidiano de vários grupos indígenas do Brasil.

O Ciclo de Filmes sobre a questão indígena segue até o dia 26 de abril, na Sala de Eventos Temporários do Museu Histórico e Pedagógico Voluntários da Pátria. A programação desta semana conta ainda com: “Terra Vermelha” (dia 10), “O Povo Dourado Somos Nós” (dia 11), e “Estratégia Xavante” (dia 12). Depois, na próxima semana, a programação segue variada.

Ainda, na programação com temática indígena, acontece o minicurso “Desenho Arqueológico – Reconstituição de Cerâmica”, a ser realizado nos dias 11 e 12 de abril, das 14h às 18 horas, no MAPA – Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara. A ideia é apresentar as técnicas e programas para reprodução dos desenhos das peças no computador, além de realizar aulas práticas de como vetorizar, rotacionar e calcular o volume das cerâmicas arqueológicas.

“Desenho Arqueológico – Reconstituição de Cerâmica” tem como facilitadores: a arqueóloga e ilustradora Carla Pequini e o Prof. Dr. Robson Rodrigues. As inscrições podem ser efetuadas por telefone: (16) 3332-4933 no MAPA ou (16) 3322-4887 no Museu Voluntários da Pátria.

O Museu Voluntários da Pátria está localizado na Praça Pedro de Toledo, enquanto o MAPA fica à Rua Voluntários da Pátria na esquina da Av. Portugal – ambos no Centro de Araraquara.

 

 

SERVIÇO:

Ciclo de Filmes sobre a questão indígena + visita monitorada à sala de acervo indígena

Local: Museu Voluntários da Pátria (Praça Pedro de Toledo, s/nº - Centro)

Data: 08 a 26 de abril

Horário: 14 às 16 horas

Grátis

 

registrado em: ,