Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2019 / Agosto / 6 / Centro de Referência Afro sedia palestras sobre religiões de matrizes africanas e saúde da mulher

Cultura

Centro de Referência Afro sedia palestras sobre religiões de matrizes africanas e saúde da mulher

As “Irmãs do Axé” abordaram a importância do Ogan (ou Atabaqueiro) nos terreiros e o respeito ao instrumento de atabaque
foto02 Madrinha Marina durante encontro espirtual no Centro Afro 05ago19 Tetê Viviani (1).jpg

 

 

O Centro de Referência Afro “Mestre Jorge” promove, na primeira segunda-feira de todos os meses, palestras com membros de religiões de matrizes africanas, com foco na integração social, e com profissionais da saúde, que abordam o bem-estar feminino.

No encontro de agosto, na última segunda-feira (5), um novo formato misto foi inaugurado, com presença de mulheres e homens. As “Irmãs do Axé” abordaram a importância do Ogan (ou Atabaqueiro) nos terreiros e o respeito ao instrumento de atabaque.

A madrinha Marina de Camargo Prado, do Grupo dos Elos – Caboclo Trovão e Vovó Benedita de Angola, enfatizou que Ogan é um médium superior liderando os trabalhos espirituais e sociais das entidades.

“Visitas a hospitais e orações aos enfermos, aulas de umbanda para as crianças e assistência social às famílias em vulnerabilidade social são ações desenvolvidas pelo Grupo Espiritual e Assistencial de Umbanda Índio Paraguaçu, Pedra Verde e Iru”, acrescentou a madrinha Janaína.

O som do atabaque equilibra as energias e prepara a comunidade para receber o espírito luz e também representa o legado de milhões de negros que ajudaram a construir os continentes africano e americano, lembraram os palestrantes, o atabaqueiro Claudinei e o Pai Pequeno Cleber.

 

União

Segundo o coordenador executivo de Políticas de Promoção da Igualdade, Luiz Fernando Costa de Andrade, as palestras são gratuitas e abertas à comunidade.

“Nosso objetivo é a união das religiões de matrizes africanas. Por isso, o Centro Afro está à disposição de todos com salas para aulas e reuniões, biblioteca e centro de informática para pesquisas”, afirmou Luiz Fernando.

A próxima reunião do grupo das mulheres acontecerá no dia 2 de setembro, a partir das 19h, no Centro Afro. Já no dia 7 de outubro, a reunião novamente será mista. Os temas ainda serão definidos.

O projeto é desenvolvido há um ano e meio com abordagens nas áreas de ginecologia, odontologia, psicologia, filosofia, fonoaudiologia, entre outras.

O Centro de Referência Afro está localizado na região central de Araraquara, na Avenida Feijó, nº 207. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3322- 8316.

registrado em: ,