Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2019 / Agosto / 7 / Daae trata sobre o plano de uso e ocupação do solo na Unesp de Jaboticabal

Urbano

Daae trata sobre o plano de uso e ocupação do solo na Unesp de Jaboticabal

Durante a reunião, foi exposta a intenção de iniciar um projeto de monitoramento fluviossedimentométrico dos principais mananciais do município
daae jabotocabal.jpg

 

 

O Grupo de Trabalho de Uso e Ocupação do Solo do Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae), visando à elaboração de um Plano Municipal Controle de Erosão, se reuniu no Departamento de Solos e Adubos/UNESP-Jaboticabal, na última segunda-feira (5), com o professor doutor Marcílio Vieira Martins Filho. O objetivo foi buscar orientações e estratégias para enfrentar as frentes de erosão pontuais em pequenas bacias hidrográficas do município de Araraquara.
Durante a reunião, foi exposta a intenção de iniciar um projeto de monitoramento fluviossedimentométrico dos principais mananciais do município. “O objetivo é quantificar a erosão de forma distribuída nas bacias hidrográficas a partir de informações do fluxo de sedimento no canal fluvial e determinar a taxa de erosão das bacias de interesse, assim como, estimar o tempo de vida útil dos reservatórios de captação de água”, explicou João Vitor Dall’Aqua de Castro, coordenador da Unidade de Fiscalização e Controle Ambiental, do Daae.
O grupo visa incluir no mínimo três bacias hidrográficas (abastecimento e rurais) nesse programa. Foram levantadas algumas propostas, como: selecionar pequenas bacias hidrográficas com processos erosivos avançados situados a montante da seção de monitoramento; atuar junto aos proprietários rurais quanto ao manejo conservativo do solo evitando perdas de insumos agrícolas, através de técnicas de curva de nível e o manejo adequado de estradas rurais; associar os processos erosivos instalados nas vertentes com a perda de insumos agrícolas e quantificar os benefícios do manejo conservativo do solo em termos de aumento de produção e diminuição dos custos na cultura agrícola; ficou acordado entre os participantes, Daae, Cati e Uniara selecionar as bacias e encaminhar proposta para iniciar parceria com a Unesp-Jaboticabal.
Também participaram da reunião o engenheiro agrônomo Carlos Alberto Ferreira, Rafael Carvalho Alves de Mello, agente de Fiscalização Ambiental, ambos do Daae, Joviro Adalberto Junior, pesquisador Uniara, Erica Tomé da Silva e Nestor Jamami, da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) e Erik Vinicius Bertoni, da coordenadoria de Agricultura. 
O Grupo de Trabalho de Uso e Ocupação do Solo foi criado para atender a diretiva do Uso do Sol, do Município VerdeAzul.

 

 

registrado em: ,