Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2019 / Dezembro / 3 / Coordenadora de Diretos Humanos destaca o 10 de dezembro e a programação que marcará a data

Planejamento

Coordenadora de Diretos Humanos destaca o 10 de dezembro e a programação que marcará a data

01f92743-0e3c-45b8-b74c-10b22b7298d0.jpg

 

 

Mês dos Direitos Humanos tem série de ações em Araraquara

 

Ao longo deste mês de dezembro, Prefeitura aprofunda o debate temático, em parceria com diversas instituições

 

Sob o lema “Araraquara pelos Direitos Humanos: um direito meu, um direito seu, um direito nosso”, a Prefeitura realiza uma série de atividades neste mês, desde o dia 1º, relativas ao tema. Os eventos objetivam a diminuição do preconceito e a promoção de uma sociedade mais justa e humana no município.

A programação é realizada pela Secretaria de Planejamento e Participação Popular, por meio da Coordenadoria de Direitos Humanos, que engloba as assessorias LGBT, de Juventude e de Pessoas com Deficiência; da Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres; da Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial; e da Coordenadoria de Participação Popular. As ações são efetuadas em parceria com associações e instituições da cidade.

Na terça-feira (3), em entrevista ao programa ‘Canal Direto’, na página do Facebook da Prefeitura, a coordenadora municipal de Diretos Humanos, Carolina Leão Marques, destacou a importância dos debates temáticos.

Para ela, apesar de a Declaração Universal dos Diretos Humanos ter completado quase 70 anos, diante das barbáries verificadas, muitos casos de violação ainda são registrados no mundo, principalmente em relação às minorias.

Segundo a coordenadora, as estatísticas mostram que ainda é notória a violação dos direitos humanos, inclusive dentro de casa. Por isso, disse ser importante investir na educação, para que as pessoas saibam quais são exatamente esses direitos e também os seus deveres.

“O mês dos Direitos Humanos propõe uma reflexão sobre a importância de se educar para uma maior compreensão de que todos os cidadãos, sem exceção, são iguais, mesmo com as inúmeras diferenças, e possuem direitos entrelaçados à dignidade humana”, reiterou Carolina.

Em Araraquara, o calendário de ações inclui rodas de conversa nas sedes dos Cras (Centros de Referência da Assistência Social) dos bairros que integram o programa da Prefeitura ‘Territórios em Rede’.

Ainda segundo Carolina Leão Marques, os debates envolvendo direitos humanos também são realizados ao logo do ano na cidade.

 

Programação Araraquara pelos Direitos Humanos

 

10/12 - 8h30 - Senac - Dia Internacional e municipal dos direitos humanos: sanção da lei de egressos em parceria com MP e  palestra “Ressocialização por meio da geração do trabalho e renda”, ministrada pelo promotor Herivelto de Almeida, da Vara de Execuções Criminais.

10/12 - 19h - Biblioteca Municipal - formatura da turma 2019 das PLPs (Promotoras Legais Populares).

13/12 - 10h30 - Fundação Casa.

21/12 - 19h - 1º aniversário do Centro de Referência LGBTQIA+

24/12 - Natal das Monas - Centro de Referência LGBT

 

 

registrado em: