Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2019 / Junho / 14 / Morre Marcão, ídolo da Ferroviária, orgulho de Araraquara

Comunicação

Morre Marcão, ídolo da Ferroviária, orgulho de Araraquara

Atacante e ídolo da Ferroviária no início dos anos de 1980, Marcão tinha 65 anos e sofria de Alzheimer
arq_283223.jpg

 

 

Com enorme pesar, recebi, ainda de madrugada, o comunicado do falecimento do ex-atacante da Ferroviária, Marco Benedito Marcelo, o Marcão, vítima de uma parada cardiorrespiratória.

Nascido na cidade de Americana, Marcão estava com 65 anos e morava em Araraquara. Há alguns anos, vinha sofrendo com Alzheimer.

Grande ídolo da Ferroviária no início dos anos de 1980, Marcão também atuou como centroavante do América Mineiro e do São Paulo, por indicação do então técnico tricolor, José Poy.

Começou a carreira nos juvenis da Ponte Preta, que na época tinha o técnico Cilinho, campeão paulista pelo São Paulo em 85 e 87. Chegou a jogar por empréstimo no Figueirense, em 73, e na Sociedade Esportiva Guaxupé (MG), em 75, antes de ser negociado em definitivo com o América Mineiro, também em 75.

Depois da Ferroviária e do São Paulo, Marcão jogou também, Noroeste em 81, Inter de Limeira e Vitória em 82, pelo América do Rio, em 84, e no Araçatuba, em 85, antes de retornar para a Ferroviária, ainda neste mesmo ano. Também vestiu a camisa grená em 1986, 88 e 92. Jogou, pelo Guaxupé, em 89, no União Suzano, em 90, e no São Caetano, em 92, com o Serginho Chulapa e Paulinho Kobayash. Como técnico, trabalhou na Ferroviária, Rio Branco (SP), Anapólis (GO) e Guaxupé (MG).

Mas aqui ele fez história: foi autor do gol mais rápido na história da Ferrinha, aos 15 segundos contra o XV de Jaú, no Estádio Zezinho Magalhães, pelo Campeonato Paulista de 1982.

Hoje, Marcão encerra sua trajetória deixando o nome marcado na história da nossa Ferroviária. Deixa também muitos amigos, a esposa Ingrid Sievert, a enteada Flávia Sievert Rigolim e um casal de filhos que reside em Guaxupé, a quem expresso minhas mais profundas condolências.

Seu velório ocorre na Funerária Almeida e o sepultamento será às 16h, no Cemitério São Bento.

Edinho Silva

Prefeito de Araraquara