Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2019 / Outubro / 3 / ‘Manhã + Viva’ leva saúde e lazer para a população idosa

Social

‘Manhã + Viva’ leva saúde e lazer para a população idosa

Evento foi realizado na Chácara Sapucaia, nesta quinta-feira (3), pelo Fundo Social de Solidariedade e pelas secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social e de Saúde, com apoio de parceiros
foto06 Dia Internacional do Idoso é comemorado na Chácara Sapucaia 3out19 Tetê Viviani.jpg

 


A histórica Chácara Sapucaia, no bairro do Carmo, recebeu nesta quinta-feira (3) o “Manhã + Viva”, evento que comemorou o Dia Municipal do Idoso e levou lazer e saúde para a população acima de 60 anos.

A atividade foi organizada pelo Fundo Social de Solidariedade, pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, pela Secretaria de Saúde e teve apoio de Osmir Cabeleireiro, DrogaVen e Uniara (Universidade de Araraquara).

A programação contou com café da manhã, alongamento, dança circular, zumba, declamação de poesias, sorteio de brindes e apresentação musical. O evento ainda teve prestação de serviços, com cortes de cabelo e aferição de pressão arterial e glicemia.

“Agradeço muito a todos vocês pela presença nesta manhã e aos nossos parceiros. O idoso é muito especial e uma fonte de sabedoria. Um beijo no coração de todos e um bom dia”, disse a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Silva, na abertura do evento.

A secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa, também destacou a importância do evento. “Hoje é um dia de celebrar a vida. Que a gente tenha uma manhã de saúde, lazer e sabedoria”, afirmou.

Também estiveram na abertura do evento a presidente da Fundesport (Fundação de Amparo ao Esporte do Município de Araraquara), Milena Pavanelli, e Beto Grifoni, representando a Secretaria de Saúde, além de toda a equipe do Fundo Social e da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social.

Chácara Sapucaia

 

A Chácara Sapucaia era de propriedade de Pio Lourenço Corrêa, de quem o escritor Mário de Andrade era primo. Mário passou férias na chácara araraquarense por diversas vezes. Em uma delas, entre dezembro de 1926 e janeiro de 1927, Mário de Andrade escreveu o romance "Macunaíma".

A propriedade da chácara passou para o casal Waldemar e Heleieth Saffioti, ex-docentes da Unesp (Universidade Estadual Paulista), na década de 1970. Depois do falecimento do marido, Heleieth doou a chácara para a universidade, em 2001, com a condição de que a área fosse transformada em centro cultural.

O local atualmente abriga o arquivo pessoal de Waldemar Saffioti, com documentos acadêmicos, científicos e políticos, fotos, revistas, teses, artigos e recortes de jornais a partir dos anos 1920, e uma biblioteca com o acervo pessoal de Heleieth Saffioti.

 

 

 

registrado em: ,