Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2020 / Agosto / 10 / Live aborda "Juventude e os desafios em período da pandemia” na terça (11)

Planejamento

Live aborda "Juventude e os desafios em período da pandemia” na terça (11)

Programação da Semana da Juventude começa às 15 horas nas redes sociais da Prefeitura de Araraquara
semana da juventude 11-09.jpg

 

 

Nesta terça-feira, 11 de agosto, a programação da Semana da Juventude apresenta a live "Juventude e os desafios em período da pandemia”. Com início às 15 horas, o bate-papo pode ser acompanhado nas redes sociais da Prefeitura de Araraquara. As atividades da Semana são realizadas e apoiadas pela Prefeitura de Araraquara, por meio da Assessoria Especial de Políticas para Juventude, ligada à Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular.

 

Nessa abordagem sobre saúde mental e os anseios da juventude no período da pandemia, são convidadas as psicólogas: Rafaela Beraldo Modé (Centro da Juventude), Alba Regina (Espaço Crescer) e Maria Luiza Zerbini (CREAS).

 

A psicóloga Maria Luiza lembra que a pandemia fez todos repensarem e readaptarem toda a forma de viver. "Para os jovens que tinham muitas atividades fora de casa, muito convívio com os amigos, fica ainda mais difícil. E isso vai além de chato, porque podem gerar algumas dificuldades que são mais sérias, mas nem sempre são levadas a sério. É importante a gente conversar sobre essas mudanças, sobre como os impactos podem afetar a todos".

 

Maria Luiza acredita que os jovens precisam saber que eles precisam e podem pedir ajuda. "Têm coisas que podem ser feitas diferente para que eles não sofram tanto. Por isso é importante fazer esse tipo de conversa com profissionais que tenham experiência na área, para que a gente possa ajudar, mesmo de longe. Conseguir conversar com esses jovens e adolescentes e deixar esse período um pouquinho mais leve".

 

A psicóloga Rafaela percebeu que nesse período de pandemia, uma parcela da juventude, principalmente os adolescentes, tem sofrido com o isolamento, a perda de contato com os amigos, a falta de rotina, a incerteza com relação a escola. "Isso tem levado alguns deles a quadros depressivos. Com perda ou ganho do apetite, alterações no sono, apatia, tristeza", complementa.

 

"Por estarem mais sozinhos, estão ainda mais mergulhados em seus pensamentos. Nessa idade, eles ainda não estão maduros emocionalmente, e tudo tende a acontecer com uma intensidade maior. Um dos objetivos da Terapia Cognitiva-comportamental é ajudar os jovens nessa regulação emocional e a aprenderem a confrontarem seus pensamentos com dados de realidade", explica. Segundo Rafaela, a psicoterapia é uma ferramenta que pode ajudar os jovens a enfrentarem esse período de pandemia, "pois terão alguém que possa escutá-los sem julgamentos, e ajudá-los a enfrentar as dificuldades que se apresentam."

 

A psicóloga do Espaço Crescer também começou a perceber que os adolescentes estavam ansiosos e irritados e, muitas vezes, desanimados e angustiados. "Mas eles não entendiam o que estava acontecendo com eles. Eles falavam que se sentiam esquisitos. Começou com a questão de não conseguir baixar aplicativos para assistirem aula e aí eles ficavam com medo de perder o ano. Eles não conseguem saber que o que eles estão relatando é ansiedade, é tristeza... eles não sabem o que fazer e o porquê estão assim."

 

Alba aponta que o adolescente é de vivência grupal, que isso é uma característica deles. "Como ficam isolados, eles perdem essa característica. Eles se comunicam, mas é um 'estar' diferente, pois querem combinar programas para fazerem juntos - como jogar, fazer aulas de esporte ou música. Eles sentem falta de estar lá fora com outras pessoas, que antes eram situações corriqueiras e que, agora, mostram um novo valor, um jeito diferente de olhar o estar lá fora. A ansiedade de não estar com os amigos e do que vem pela frente; a insegurança sobre o que fazer e de quando isso tudo isso vai acabar; além do medo de pegar a doença - tudo isso resulta em uma insegurança muito grande para os jovens", finalizou a psicóloga.

 

Vale destacar que a programação da Semana da Juventude, na quarta-feira, 12 de agosto - Dia Internacional da Juventude - apresenta o "Festival: vozes jovens que ecoam na cidade!", às 15 horas, com um pouco das produções culturais de jovens da cidade. A ideia da live é promover uma tarde de música, poesia e cultura, marcando de forma mais comemorativa o Dia Internacional da Juventude. O festival será abrilhantado com a participação de: Morphy (Discotecagem), Amom Poeta (Rap e poesia) e Matte Pereira (R&B).

 

As atividades da Semana seguem até sexta-feira, dia 14, com toda a programação gratuita, sem necessidade de inscrição prévia: basta acessar as redes sociais da Prefeitura de Araraquara e participar das atividades realizadas sob o tema “Juventude conectado por Araraquara”. As informações dos eventos podem ser acompanhadas no site da Prefeitura de Araraquara.

registrado em: , ,