Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2020 / fevereiro / 19 / Campanhas da Prefeitura no Carnaval levam conscientização para foliões

Cultura

Campanhas da Prefeitura no Carnaval levam conscientização para foliões

Trânsito, juventude, mulheres e LGBTs: campanhas miram importância da conscientização de temas para uma festa sem violência
Anjos do Transito Carnaval 3 foto Yuri Sabino.jpg

 

O Carnaval da Paz e Cidadania 2020 começa nesta sexta-feira com a entrega da chave da cidade à Corte do Carnaval e, também, com diversas campanhas realizadas pela Prefeitura de Araraquara a fim de realizar uma festa animada, com conscientização e prevenção e sem registros de violência.

Neste período da maior manifestação popular brasileira, promover campanhas em respeito ao corpo e às liberdades individuais é necessário, já que com o número grande de pessoas nas ruas, alguns problemas sociais acabam se destacando. Para mulheres, pessoas negras e LGBTs, muitas vezes, a folia resulta em constrangimento em função de situações de preconceito que vem sendo perpetuadas.

Contra o assédio ou qualquer tipo de violência e agressão, como o racismo e a LGBTfobia, as ações de conscientização vem se espalhando, assim como os alertas para direção defensiva e para o combate ao consumo de álcool e drogas. Para alertar sobre cuidados essenciais, uma turma de atores estará nas atividades da programação da Prefeitura, alertando os foliões sobre: cuidados e paz no trânsito, perigos das drogas, contra assédio às mulheres e contra LGBTfobia.

Por meio de performances, informativos e abordagens presenciais, os atores passarão a mensagens dos cuidados que se deve ter neste período do Carnaval.

Com bom humor, as ações foram pensadas para conscientização dos foliões em relação ao respeito às outras pessoas e também para incentivar atitudes baseadas no autocuidado e na solidariedade com o próximo, principalmente com aqueles grupos alvo de assédios, violência e racismo.

 

Juventude - A campanha #PapoReto será desenvolvida pela Assessoria da Juventude e, por isso, terá foco nos jovens foliões. Adriel Barbosa, assessor municipal da Juventude, conta que a ideia é percorrer todas as atividades do Carnaval da Prefeitura, com os atores do grupo teatral Guardiões da Folia fazendo a distribuição de tatuagens temporárias sobre conscientização contra o uso de drogas.

“É um momento que precisamos nos sensibilizar à causa, porque é importante que os jovens durante o Carnaval estejam mais atentos e não usem drogas, ou abusem de bebidas alcoólicas. Estamos apostando na informação como arma para prevenir os jovens, ajudando a evitar o consumo de drogas e a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, especialmente neste período de Carnaval”, destacou o assessor.

 

Anjos do Transito Carnaval 2 foto Tete Viviani.jpg

Trânsito - Já a campanha do trânsito “Segurança na direção: a melhor fantasia do folião” traz dicas e recomendações para uma direção segura, de acordo com o Código Nacional de Trânsito, trabalhando todos os eixos da direção defensiva: se beber não dirija, não use celular, use cinto de segurança, respeite o limite de velocidade.

De acordo com Nilson Carneiro, coordenador de Mobilidade Urbana, a campanha será realizada com o trabalho corpo-a-corpo dos atores do grupo Anjos do Trânsito que, de forma lúdica, trata de questões de prevenção de acidentes de trânsito. Os atores abordam os foliões para informar que a melhor brincadeira é ter um trânsito seguro, pois os índices mostram o grande número de acidentes, tanto nas cidades como nas estradas durante o Carnaval, justamente pela falta de consciência das pessoas em participar do trânsito de uma forma mais cuidadosa e consciente – a direção defensiva. Assim, a campanha do trânsito irá trabalhar todas as linhas de um comportamento seguro no trânsito neste Carnaval.

Vale destacar que a campanha já foi iniciada durante a eleição da Corte do Carnaval. O itinerário do grupo durante os dias de Carnaval prevê passagem por: Passarela do Samba, Pinheirinho, Bueno de Andrada, Bloco Cordão da Luz Divina, 3 é amor e Trio na Bento.

 

Mulheres – O combate ao assédio às mulheres e os direitos por elas conquistados, assim como os serviços prestados pelo Centro de Referência da Mulher, motivam a campanha “Contra o assédio no Carnaval” realizada pela Coordenadoria de Políticas para Mulheres.

Um grupo de atrizes irá percorrer a programação do Carnaval da Paz e Cidadania distribuindo adesivos, conversando com mulheres sobre assédio, destacando os serviços do Centro de Referência da Mulher e também divulgando o número do telefone do plantão que deve ser utilizado em caso de violência e assédio contra mulher, para tirar dúvidas e obter informações.

De acordo com Rita de Cássia Ferreira, coordenadora de Políticas para Mulheres, a campanha deve incentivar o respeito às mulheres. “O combate aos preconceitos e à promoção do direito das mulheres de se divertir e ocupar a cidade durante o Carnaval assegura que todas possam exercer a cidadania e curtir as festas com segurança”.

A coordenadora lembra que a campanha é importante para mostrar a autonomia da mulher com o seu corpo, pois é ela quem decide o que ela quer. Outro objetivo da campanha é conscientizar os homens de que o corpo da mulher não é propriedade deles, e também estimular mulheres vítimas de violência a denunciarem.

Ainda, a campanha visa acabar com estereótipos e racismo no Carnaval, como o caso de piadas machistas e lgbtfóbicas, onde homens se vestem de “mulher fácil”, ou de racismo com o deboche e a hipersexualização da mulher negra, ou até mesmo de preconceito social com piadas sobre empregadas domésticas.

 

LGBT – A ideia é realizar uma campanha inclusiva e que combata o preconceito, reforçando que a festa é para todos. A importância do respeito às diversidades, ressaltando o conceito de um Carnaval diverso, alegre e contra o preconceito, é a proposta da campanha da Assessoria Especial de Políticas LGBTQIA+.

Filipa Brunelli, assessora de Políticas LGBT, lembra que, assim como a campanha das mulheres, esta ação irá contar com distribuição de adesivos, tatuagens temporárias e conversa com os foliões a fim de sensibilizar a sociedade sobre a necessidade de respeitar os direitos da população LGBT, alertando sobre a importância da tolerância e da diversidade.

Reforçar respeito às diferenças e o combate à violência de gênero no Carnaval são a tônica da campanha, já que o Brasil é o país que mais mata pessoas LGBTQI+ no mundo.

 

registrado em: , ,