Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2020 / fevereiro / 19 / Coordenadora de Políticas para Mulheres dá detalhes sobre a campanha "Contra o assédio no Carnaval"

Planejamento

Coordenadora de Políticas para Mulheres dá detalhes sobre a campanha "Contra o assédio no Carnaval"

2b5bc836-0a16-43a7-a96b-15efc518237a.jpg

 

Prefeitura faz campanha contra assédio durante o Carnaval

 

Através do Centro de Referência da Mulher, haverá intervenções cênicas em locais públicos e distribuição de adesivos temáticos

 

O Centro de Referência da Mulher, ligada à Secretaria Municipal de Participação Popular, realizará a campanha ‘Contra o assédio no Carnaval’, durante a Folia de Momo, em Araraquara.

Durante os desfiles, e em vários outros pontos do município, uma equipe de teatro fará intervenções cênicas junto aos foliões explicando a importância do Carnaval sem assédio, além de entregar adesivos de alusão ao tema.

“O Carnaval é uma brincadeira maravilhosa, todos têm que aproveitar os blocos, os desfiles na Passarela do Samba, mas é muito importante para as mulheres não sofrer nenhum tipo de assédio”, disse na quarta-feira (19), no programa ‘Canal Direto com a Prefeitura’, a coordenadora municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Rita de Cássia Ferreira.

O objetivo da campanha é mostrar para as mulheres como elas podem agir em caso de serem assediadas, como ligar para o plantão do Centro de Referência da Mulher, no telefone (16) 9.9762-0697, que funciona todos os dias, as 24 horas.

Segundo Rita de Cássia, este é o 3º ano da campanha no Carnaval de Araraquara, que tem apresentado resultados positivos. “Porque o assédio é uma questão muito séria, que precisa ser debatido também com os homens e com toda a comunidade”, enfatizou. 

A coordenadora também destacou a importância do uso do adesivo da campanha, já que eles podem ser utilizados pelas mulheres em qualquer ambiente do Carnaval. “Inclusive nos clubes da cidade, como uma mensagem de diálogo sobre o assédio e com as mulheres também atuando como agentes multiplicadoras da própria campanha”.

Ainda de acordo com Rita de Cássia Ferreira, também é preciso debater a questão do assédio sobre aquela visão distorcida de parte dos foliões de que no Carnaval tudo pode, é momento de folia, de brincadeira, etc. “É importante que todos saibam que importunação sexual é crime”, reiterou.

Vale destacar que durante a festa de Momo em Araraquara outras campanhas serão realizadas pela Prefeitura: a de conscientização no trânsito, contra a LGBTfobia, e contra o uso de álcool e drogas.

 

registrado em: