Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2020 / fevereiro / 26 / DAAE esclarece situação do poço do assentamento Bela Vista

Urbano

DAAE esclarece situação do poço do assentamento Bela Vista

Representantes do Daae informaram ainda que o desabastecimento verificado na segunda-feira, dia 17, ocorreu devido à falta de energia elétrica, ocasionada por problemas na rede da CPFL
87459759_2719427888106084_3412214270992056320_o.jpg

 

 

 

Em reunião realizada na última sexta-feira (21), na Emef Hermínio Pagotto, entre representantes do Daae e do Assentamento Bela Vista, ocorreu o esclarecimento sobre a situação do poço I, desativado desde fevereiro deste ano. Na oportunidade, todas as dúvidas dos assentados foram explicadas pela equipe do Daae.
Segundo os representantes da autarquia, no início de outubro de 2019, os técnicos da Gerência de Manutenção Eletromecânica constataram a presença de areia na água produzida pelo poço profundo que abastece o setor I do Assentamento Bela Vista.
Para sanar o problema verificado, foi regulada a vazão produzida pelo poço, bem como a descarga na rede de distribuição e no fundo do reservatório para eliminar a areia produzida. Após esses procedimentos, foram realizadas análises físico-químicas na água distribuída aos assentados. Nas amostras coletadas não foi detectada a presença de areia.
Em fevereiro de 2020, os técnicos constataram novamente a produção de areia. Com isso, o Daae agilizou a instalação de uma bomba de recalque no reservatório da Agrovila, a fim de garantir o abastecimento. Na sequência, a empresa responsável pela retirada da bomba do poço foi acionada, para realizar a filmagem interna, a fim de detectar as causas do problema.
O relatório elaborado pela empresa foi encaminhado ao Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (Daee) para avaliação e emissão de parecer técnico, uma vez que foi apontado o rompimento do filtro do poço. Deste modo, o Daae está aguardando o parecer do Daee que apontará a melhor solução para recuperação do sistema. Assim, o prazo para o retorno do funcionamento do poço dependerá deste parecer e do processo licitatório de contratação de empresa especializada.
Durante esse período, o abastecimento de água no setor I está sendo mantido pela bomba de recalque instalada no reservatório da Agrovila, o que poderá causar episódios pontuais de desabastecimento.
Os representantes do Daae informaram ainda que o desabastecimento verificado, na última segunda-feira (17), ocorreu devido à falta de energia elétrica, ocasionada por problemas na rede da CPFL. O fornecimento de energia foi reestabelecido somente por volta das 18h, quando foi possível o religamento das bombas. Considerando o longo período de falta de energia e o consequente esvaziamento dos reservatórios, o abastecimento foi normalizado somente na madrugada e início do dia seguinte (18/02 – terça-feira).
Compareceram ao encontro com representantes do Assentamento José Roberto Meciano Júnior, gerente de Redes e Água e Esgoto, Alexandre Coan Pierri, gerente de Controle de perdas e Eficiência Energética, Cícero da Costa Rocha, gerente de Manutenção Eletromecânica, Antônio de Souza Freitas Júnior, coordenador de Redes de Água, Wilian Thomaz Maréga, coordenador de Macromedição e Setorização, Josmar Leno Scarpini, coordenador de Micromedição e Marcos Moreira. Além de Silvani Silva, coordenadora de Agricultura.

registrado em: ,