Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2020 / fevereiro / 28 / 28 de fevereiro é Dia Mundial de Combate à LER/DORT

Saúde

28 de fevereiro é Dia Mundial de Combate à LER/DORT

As LER/Dort são as principais causas de afastamento do trabalho
ler dort.png

 

 

 

Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) são as principais causas de afastamento do trabalho no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde. Embora sejam extremamente prejudiciais, as duas doenças são silenciadas, pois não parecem graves como outros tipos de lesão. 

Para evitar esse tipo de agravo, empregadores podem e devem promover ações de educação em saúde. Para isso, podem contar com o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador - CEREST Regional Araraquara. 

O dia 28 de fevereiro é dedicado ao Dia Mundial de Combate à LER/DORT e a data foi escolhida pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) para conscientizar a população sobre os distúrbios osteomusculares relacionados ao Trabalho (DORT), que incluem as lesões por esforços repetitivos (LER).

As LER/Dort (Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho) englobam cerca de 30 doenças, das quais a tendinite, a tenossinovite e a bursite são as mais conhecidas. As LER/Dort são responsáveis pela alteração das estruturas osteomusculares - tendões, articulações, músculos e nervos.
Segundo pesquisa realizada pelo IBGE, no Brasil, mais de 3 milhões de pessoas já tiveram a doença, mais recorrente nos membros superiores.

Consideradas a segunda maior causa de afastamento do trabalho no país, as Lesões por Esforço Repetitivo (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort) englobam cerca de 30 doenças, acometendo homens e mulheres em idade produtiva. Na maioria das vezes, as doenças são provocadas por atividades relacionadas à organização do trabalho, como a repetição de movimentos, postura inadequada, fatores psicológicos e sobrecarga física.

As LER/DORT são responsáveis pela alteração das estruturas osteomusculares – tendões, articulações, músculos e nervos. O primeiro sinal é a dor. Depois a pessoa começa a sentir formigamento e dormência, como uma espécie de insensibilidade ou fraqueza para segurar objetos. Pode ocorrer ainda desconforto, fadiga, inchaço, enrijecimento muscular e choques nos membros.

Estes são de evolução lenta e insidiosa, o que leva muitos trabalhadores a procurar auxílio de um profissional especializado muito tardiamente. Daí a necessidade do trabalhador, ao primeiro sintoma, procurar a assistência médica.

“Os distúrbios têm evolução lenta, por isso é fundamental que o trabalhador procure, ao primeiro sinal, uma assistência médica, evitando o risco da evolução clínica do quadro”, ressalta o Coordenador da atenção especializada, Edison Rodrigues Filho.
Mais informações podem ser obtidas no CEREST Regional Araraquara ou ainda no site do MS, onde pode ser acessado o Manual do Ministério da Saúde "Saber LER para prevenir DORT" – link: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/prevenir_dort.pdf


Serviço
CEREST REGIONAL ARARAQUARA
Rua Gonçalves Dias, 468 | Centro
TEL.: (16) 3331-6232/ 3331-6277
cerest@araraquara.sp.gov.br

registrado em: ,