Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2020 / Junho / 23 / Covid-19: Os desafios do atendimento social durante a pandemia

Social

Covid-19: Os desafios do atendimento social durante a pandemia

Canal Direto_Fundo Social.jpeg

 

Pandemia aumenta desafios da Rede de Solidariedade

 

Além de alimentos, leite e produtos de limpeza, população e empresas podem doar itens de inverno lavados e embalados

 

 

A pandemia do novo coronavírus que já completa três meses tem aumentado os desafios do Fundo Social de Solidariedade, da Rede de Solidariedade, organizada pela Prefeitura e das entidades que atendem pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade econômica em Araraquara.

 

São entidades com diferentes perfis, que atuam em diversas frentes de assistência, desde o atendimento a idosos, moradores em situação de rua e crianças com deficiência, além de famílias carentes em geral. 

 

Agora, outra preocupação causada pela pandemia é a não realização este ano da Campanha do Agasalho, motivada por medidas de segurança sanitária.

 

Durante entrevista ao programa ‘Canal Direto com a Prefeitura – Especial Coronavírus’, na terça-feira (23), via página oficial do município no Facebook, a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Silva, anunciou uma forma extraordinária de arrecadação de agasalhos em 2020.

 

Além da doação de alimentos não perecíveis, leite e produtos de higiene à Rede de Solidariedade, a população também pode doar roupas e agasalhos, desde que lavados e embalados individualmente, de uma forma segura. Às empresas da cidade, o Fundo Social pede a doação de cobertores. Inclusive, algumas delas já começaram a doar cobertores novos, segundo a presidente.

 

“A gente mora numa cidade privilegiada, solidária, onde as pessoas pensam no próximo e isso nos dá uma resposta muito positiva às nossas campanhas”, elogiou Cidinha. Vale ressaltar que em 2019 a Campanha do Agasalho arrecadou mais de 110 mil peças de itens de inverno na cidade.

 

Novas ações

Com a perda de empregos, também provocada pela pandemia, aumentou o número de famílias que precisam de auxílio em Araraquara.

Por isso, de cerca de 1.500 famílias que anteriormente eram atendidas por mês no município, agora já são cinco mil famílias precisando de cestas básicas mensalmente.

 

Cidinha Silva elogiou a campanha solidária realizada nos últimos dias 18, 19 e 20 de junho pela Unicesumar, que arrecadou quase meia tonelada de alimentos, além de itens de higiene e roupas. Em troca, a Universidade distribuiu livros aos participantes.

 

A presidente do Fundo Social também citou as ações da Ferroviária, as torcidas grenás, uma equipe de rúgbi e outros grupos de amigos, que têm realizado campanhas solidárias na cidade.

 

Também agradeceu o Instituto de Química da Unesp, que distribui álcool e gel de forma fracionada para a composição dos itens de limpeza, e a colaboração de supermercados da cidade.

 

Cidinha ainda reiterou a importância da realização do “Dia D Doação”, em 13 de junho, quando foram arrecadadas cerca de 5,2 toneladas de alimentos, mais de mil itens de produtos de higiene pessoal e de limpeza, além de peças de roupas. Essa campanha envolveu 38 entidades do município, espalhadas por 26 postos de arrecadação.

 

Nunca é demais lembrar: quem puder participar da Rede de Solidariedade, como doador ou voluntário, basta ligar para o 0800-773.1145, que atende diariamente, incluindo fins de semanas e feriados.

 

As famílias também podem se cadastrar nas unidades de Cras (Centro de Referência da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social) instaladas nos bairros. 

 

 

registrado em: ,