Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2020 / Maio / 19 / Canal Direto Especial: a importância da solidariedade em tempos de pandemia

Social

Canal Direto Especial: a importância da solidariedade em tempos de pandemia

canal direto_jacqueline barbosa.jpg

 

Solidariedade marca Araraquara também na pandemia

 

Com demanda crescente motivada pela crise, Rede de Solidariedade reitera importância de continuidade das doações no município

 

 

Por conta da pandemia do novo coronavírus, os gestos de solidariedade tem feito a diferença em Araraquara, principalmente para pessoas ou famílias que, ao contrário de antes destes tempos difíceis, não precisavam de auxilio.

 

Por isso a Prefeitura criou no final de março a Rede de Solidariedade, que além de apoiar pessoas e famílias em condição de vulnerabilidade social bem antes da pandemia, agora busca dar apoio também às que são vitimas da atual crise.

 

Através do 0800-7731145, a Rede de Solidariedade recebe as doações, inclusive financeiras, além de voluntários que possam fazer compras para que idosos mantenham o isolamento social e evitem os riscos de contaminação pelo novo vírus.

 

A pandemia muda a rotina de muita gente e por isso é preciso que as pessoas recebam apoio, tanto material quanto financeiro, no caso dos desempregados, ou físico, como quando alguém precisa ir a um supermercado ou farmácia.

 

“Estamos trabalhando muito essa questão da solidariedade acreditando que isso vai ajudar a superar este momento difícil”, disse na terça-feira (19) a secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa, em entrevista ao programa Canal Direto – Especial Coronavírus, no Facebook da Prefeitura. 

 

Por conta dessa solidariedade, no balanço apresentado na mesma terça-feira, das quase 46 toneladas de alimentos recebidas em doações em menos de dois meses, a Rede já distribuiu mais de 3.100 cestas básicas em Araraquara, beneficiando diretamente perto de 12.300 pessoas.

 

Vale destacar que antes da pandemia, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social distribuía, em média, 260 cestas básicas por mês através dos programas sociais mantidos pela Prefeitura.

Também entre 25 de março e 18 de maio, a Rede Solidária distribuiu cerca de 10.500 itens de limpeza e de higiene pessoal, 3.170 litros de leite, quase 3.500 unidades de sucos de laranja e R$ 4.500,00.

 

A secretária reforçou a importância das doações, cuja maior demanda é por alimentos, fraldas e gás de cozinha, e que precisam ter sequência na cidade já que ainda não há uma previsão sobre quando o País voltará ao normal com o fim da pandemia.

 

Jacqueline ressaltou as outras ações solidárias realizadas em parceria com instituições socioassistenciais e ONGs (organizações não-governamentais), como as campanhas de arrecadação de alimentos para pessoas em situação de rua e a de arrecadação de rações para cães e gatos, cujos donos estão em situação de vulnerabilidade.

 

Vale também destacar que além do número 0800-7731145 para fazer doações materiais ou se tornar voluntário da causa, as doações financeiras podem sem feitas via Banco do Brasil, agência 082-5, conta corrente 800.001-8.

 

Além disso, se a pessoa não puder entregar a doação, a própria Rede de Solidariedade busca o produto em domicílio. Afinal, como diz o slogan da campanha, a solidariedade contagia mais que o vírus.

registrado em: ,