Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2021 / Janeiro / 25 / Lives nesta semana destacam a Visibilidade Trans

Cultura

Lives nesta semana destacam a Visibilidade Trans

"Identidades Transmasculinas", ‘‘Transgeneridades invisíveis: não-binaridades’’ e ‘‘Travestis ocupando a instituição’’: atividades convidam a conhecer pessoas incríveis, com suas histórias de vida e luta
Semana Visibilidade Trans.jpg

 

 

 

O Dia Nacional da Visibilidade Trans, comemorado no dia 29 de janeiro, tem espaço garantido em Araraquara com a programação articulada pela Assessoria Especial Políticas LGBTQIA+, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Popular, nos dias 27, 28 e 29 de janeiro. 

 

Serão três dias com lives apresentadas no YouTube e Facebook da Prefeitura de Araraquara destacando o Dia Nacional da Visibilidade Trans, a fim de exprimir a luta travada por homens e mulheres trans, bem como não-bináries, para a efetivação de direitos básicos e a integralidade de suas identidades e vidas. 

 

"A visibilidade trans tem como premissa exprimir os anseios em luta da população trans pelo direito básico à vida e seus componentes. Infelizmente, o Brasil é o mais que mais assassina pessoas trans no mundo e, para além disso, com extremos requintes de crueldade. Ademais, apresenta um grande déficit na educação e mercado de trabalho na inserção de tais nesses campos cíveis. Assim, o Dia Nacional da Visibilidade Trans serve para discutirmos essas questões e criarmos aliados em luta", defende Erika Matheus, gestora de Políticas Públicas LGBTQIA+.

 

A programação apresenta convidados (as/es) especiais, compondo cada uma das atividades, divididas da seguinte forma: "Identidades Transmasculinas" (dia 27/01, às 19h), ‘‘Transgeneridades invisíveis: não-binaridades’’ (dia 28/01, às 19h) e ‘‘Travestis ocupando a instituição’’ (dia 29/01, às 18h). 

 

‘‘Identidades transmasculinas’’ terá a participação de pessoas trans masculinas: Erick Gregner, Yago da Silva e Samuel Oliveira; já em ‘‘Transgeneridades invisíveis: não-binaridades’’, os convidades são: Wendy Moretti, Bruni Derotzi e Higor Richard; fechando a programação tem o tema "Travestis ocupando a instituição’’, com Filipa Brunelli, Rafaela Modé e Erika Matheus (confira mais sobre os participantes no final da matéria). 

 

"A programação traz consigo representantes das respectivas identificações: homens trans, mulheres trans e pessoas não-bináries. Todos trazem consigo as narrativas que passam diante de si e em relação com a sociedade ao expor desafios que passam e pontos do que podemos, como um todo social, melhorar. E efetivar, logicamente, a validade de suas identidades e vidas como qualquer pessoa", apontou a gestora.

 

Toda a programação é gratuita.

 

Confira mais sobre os convidados da programação: 

 

Dia 27/01, às 19h: ‘‘Identidades transmasculinas’’ 

Erick Gregner - Estudante de Letras na UFSCar e membro do Instituto Brasileiro de Transmasculinidades (IBRAT) e da Comissão de Diversidade Sexual e Igualdade de Gêneros da OAB de São Carlos. 

 

Yago da Silva - Graduado em Química pela Unesp de Araraquara, graduado em Publicidade e Propaganda pela Uniara, formado em Técnico em Administração pela Etec Profa Anna de Oliveira Ferraz (Industrial), fotógrafo, primeiro homem trans da empresa Vivo. 

 

Samuel Oliveira - Agente educacional e 2 anos em Terapia Hormonal. 

    

Dia 28/01, às 19h: ‘‘Transgeneridades invisíveis: não-binaridades’’ 

 

Wendy Moretti - Bailarine, coreógrafa, ator e produtor cultural. Participante da Casixtranha. Formado em Letras pela Unesp Araraquara e em Teatro pelo Senac. 

Bruni Derotzi - Multiartista, técnica em Teatro pelo Senac de Araraquara. Se identifica como bixa não-binária. 

 

Higor Richard - Art'vista LGBTQIAP+, Bixa Não Binarie , performer e agente cultural na área das Produções Artísticas e Manifestações Populares. 

 

Dia 29/01, às 18h: ‘‘Travestis ocupando a instituição’’ 

 

Filipa Brunelli - Primeira Vereadora travesti de Araraquara, graduanda em Sociologia, fundadora dos coletivos Papo das Bee, MaisPlural e da Copo - Comissão Organizacional da Parada do Orgulho LGBTQIA+ de Araraquara. 

 

Rafaela Modé - Coordenadora Executiva de Direitos Humanos, graduada em Psicologia, Letras e Direito, pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e possui formação em Educação a Distância. Faz parte do Núcleo de Corpo, Sexualidade e Gênero da Sub-sede do Conselho Regional de Psicologia em Ribeirão Preto. 

 

Erika Matheus - Gestora de Políticas Públicas LGBTQIA+, graduanda em Letras – Português/Espanhol pela Unesp de Araraquara, formada em Técnico em Administração pelo Senac de Araraquara, educadora decolonial, professora de literatura, palestrante, ativista social, feminista interseccional. 

 

SERVIÇO: 

Semana da Visibilidade Trans (lives) 

Dias: 27, 28 e 29 de janeiro 

Local: YouTube e Facebook da Prefeitura de Araraquara 

 

Programação: 

Dia 27/01, às 19h: ‘‘Identidades transmasculinas’’    

Dia 28/01, às 19h: ‘‘Transgeneridades invisíveis: não-binaridades’’ 

Dia 29/01, às 18h: ‘‘Travestis ocupando a instituição’’ 

 

Grátis 

registrado em: ,