Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2021 / Maio / 26 / Empresa araraquarense participa de projeto no Canadá

Trabalho

Empresa araraquarense participa de projeto no Canadá

foto03 Bio Smart desenvolve manta úmida de celulose bacteriana 25maio21 Tetê Viviani.jpg

 

 

Instalada na Incubadora de Empresas de Araraquara, há três anos, a BioSmartNano (https://www.biosmartnano.com/ ) empresa pertencente ao Grupo Seven, firmou uma parceria, por dois anos, com cientistas Universidade de Laval, em Québec, no leste do Canadá.

Segundo o diretor de P&D da BioSmart e docente da Biotecnologia da Uniara, doutor Hernane Barud, a principal diretriz do projeto é o desenvolvimento de filmes antimicrobianos baseados em celulose bacteriana para tratamento da água, principalmente no campo e locais onde a infraestrutura urbana não chega. No Canadá, a contaminação ocorre em áreas de geleiras.

A indicação da BioSmart foi iniciativa do professor diretor do Instituto de Química, campus da Unesp de Araraquara, Sidney Ribeiro, e do doutor Younès Messaddeq docente do IQ-Unesp, e que também atua na Universidade de Laval, como coordenador do COPL. Além do pesquisador Hernane Barud, o professor e diretor do Instituto de Química da Unesp-Araraquara colabora com o projeto.

 “Estamos desenvolvendo um protótipo de filmes que funcionará como um filtro eliminador das bactérias e com a vantagem de ser biodegradável”, resume Barud.

Toda a tecnologia empregada na celulose bacteriana é da BioSmart e a produção poderá ter polos no Brasil e no Canadá, adianta, o pesquisador que estuda o caso desde 2004, quando fazia sua pós-graduação no Laboratório de Materiais Fotônicos, coordenados pelo doutor Ribeiro.

“Outra vantagem da celulose bacteriana é a sua produção sustentável, e amigável ao meio ambiente, pois preserva as árvores. É ‘fantástico’ a possibilidade de exterminar os microorganismos de águas contaminadas utilizando-se um processo verde e filtros alternativos biodegradáveis”, acrescenta Barud.

Mais produtos

A expertise comprovada da BioSmartNano consiste ainda na extração de ácido hialurônico por fontes alternativas, filmes bioplásticos oriundos da cebola, além de sistemas de liberação para aplicação nas indústrias farmacêutica, agro e médica.

Segundo a gerente da Incubadora de Empresas de Araraquara, Larissa Dias, “a especialidade da BioSmart é o estudo e desenvolvimento de novos protótipos baseados em biopolímeros, os quais podem ser levados futuramente para a linha de produção e consumo dos brasileiros”.

Para o vice-prefeito e Secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto, “a parceria entre a Prefeitura e as universidades de Araraquara é fundamental para o fomento das empresas científicas, tradicionais e tecnológicas. É o caso comprovado da BioSmart”, observa Damiano.

 

 

 

registrado em: ,