NOTÍCIAS

Voltar

Alunos da EMD estreiam “Tempo de Poesia”

29 de junho de 2017


“Tempo de Poesia” é o novo espetáculo da Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira que estreia nesta sexta-feira (30), com reapresentação no sábado (01), às 19h30, na própria escola, localizada na Vila Xavier.

 

Cento e cinquenta alunos estão envolvidos na produção e execução do espetáculo que é um convite à poesia, ao ato de degustar a palavra. Além dos alunos de 3º a 6º ano, dos dois períodos, participam do espetáculo, os Núcleos de Dança Contemporânea e de Teatro compostos por alunos formados e formandos.

Todas as linguagens artísticas aparecem no espetáculo: a Dança Contemporânea, o Ballet Clássico, o Sapateado, a Capoeira, o Teatro, a Música, as Artes Visuais, além da produção textual na forma de poesia, já que muitos alunos escreveram seus poemas também.

“Nosso objetivo com este espetáculo é, antes de tudo, fazer com que os alunos se interessem por poesia. Além de provocar um processo de apropriação desta linguagem e de fatores fundamentais pra educação: a leitura e a escrita”, explica o professor e coordenador técnico Carlos Fonseca.

De acordo com o professor, o tema “poesia brasileira” surgiu após o estudos de teatro nos anos anteriores, e se tornou o elemento norteador das pesquisas da escola neste ano. “Começamos com a origem grega da poesia, a não separação entre poesia e música, só muito posteriormente separada; passamos pelo Trovadorismo; Quinhentismo; Barroco; Romantismo; Modenismo e chegamos à contemporaneidade. Tudo com ênfase na poesia, mas sempre em relação com as artes de uma forma geral”, explica.

São várias as formas que a poesia se faz presente no espetáculo: interpretadas como texto teatral, gravadas em trilhas sonoras, transformadas em canções, nos inúmeros pergaminhos presentes na cena (resultado do trabalho da professora Denise Torres e toda a equipe de docentes).

Carlos Fonseca, que é Mestre em Estudos Literários, lembra que o antropólogo, sociólogo e filósofo francês Edgar Morin diz que vivemos num mundo em que vigora uma “hiperprosa” – explicações, relatórios, compromissos, agendas etc. “Como uma reação a esta hiperprosa, a proposta é uma vivência embebida numa ‘hiperpoesia’. Mais amor, mais abraço, menos intolerância, menos tudo que cerceia e oprime. Além disso, lembramos que faz trinta anos da morte do maior nome da poesia brasileira: Carlos Drummond de Andrade. A homenagem a ele é central nesta exaltação à poesia brasileira. A maioria dos poemas do espetáculo é de Drummond”, aponta.

Além da poesia de Drummond, outros momentos intensos marcam a apresentação, como por exemplo, o pas de deux clássico com os bailarinos Ari Tchélio e Yasmin Souza, com música de Pixinguinha, ou a coreografia com o Trenzinho do Caipira, de Villa Lobos. Também, há um momento “poesia de resistência”, com o núcleo de teatro dirigido pela professora Rafaella Pucca, sendo o ponto culminante da linguagem teatral no espetáculo – contando inclusive, com a presença do poeta araraquarense Tadeu Marcatto. Outro poeta que estará presente no espetáculo, com texto em exposição e também na plateia é Paulo Andrade, professor do curso de Letras da Unesp Araraquara.

“Tempo de Poesia” tem direção artística de Carlos Fonseca e direção de produção da professora e diretora em exercício, Vivian Tavares. O cenário do espetáculo é assinado pela professora Maza.

A escola tem aproximadamente 380 alunos e conta com 18 professores. A Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira está localizada à Rua Vicente Jerônimo Freire, nº 12, na Vila Xavier. Vale destacar que os ingressos para as apresentações estão esgotados.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis