NOTÍCIAS

Voltar

Andritz apresenta Plano de Futuro nesta segunda-feira (27) na Facira

24 de agosto de 2018


O Diretor de Operações da Andritz, Carlos Reis, apresentará na próxima segunda-feira (27), o Plano de Futuro da Andritz para a unidade de Araraquara, com detalhes sobre a aquisição de parte da fábrica da Iesa de Araraquara. A apresentação está marcada para às 11 horas, no estande da Prefeitura, na Facira 2018 (Feira Agrocomercial e Industrial da Região de Araraquara).

A área fabril da Andritz está instalada dentro do parque industrial da Iesa, onde também está localizado o Laboratório de Ensaios de Modelos Reduzidos para Turbinas Hidráulicas da Andritz, o primeiro laboratório privado do tipo no Brasil.

O espaço é alugado pela Andritz, que pretende comprar a área que ela já ocupa  e  que representa cerca de 30% da área total da Iesa. As negociações estão bastante adiantadas e o processo de compra deve ser concluído até o próximo mês.

De acordo com a diretoria da empresa, a Andritz pretende aumentar a produção do polo de Araraquara e, com isso, maximizar contratações de profissionais.

 As empresas

 Empresa multinacional de origem austríaca, a Andritz apresenta operações em 34 países, como Áustria, Estados Unidos e Alemanha, entre outros. É responsável pela engenharia e produção de equipamentos para pequenas, médias e grandes usinas hidrelétricas.

Em Araraquara, possui fabricação, além de duas outras unidades administrativas instaladas no Brasil; uma localizada em Barueri (SP), com área exclusiva para testes de automação, e outra em Araçatuba (SP), responsável por serviços avançados

Desenvolve tecnologia para todos os tipos de turbinas em regime turn key e soluções para auxiliares elétricos e mecânicos, automação, controle e proteção, regulação de tensão e de velocidade, hidromecânicos, serviços, montagens e bombas.

Ainda segundo sua diretoria, manter a natureza, a humanidade e a tecnologia em perfeita harmonia faz parte da cultura corporativa da empresa, que tem como prioridades a sustentabilidade e o uso conservador dos recursos.

Já a Iesa está hoje em processo de recuperação judicial. Tem o maior parque industrial da América Latina. A empresa pertenceu originalmente à Villares Equipamentos, de 1968 até 1992, e depois à Sade Vigesa, entre 1992 e 1997, quando foi adquirida pelas organizações Inepar. Chegou a ter quase 2 mil trabalhadores até 2014.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis