NOTÍCIAS

Voltar

Araraquara quer ser referência nacional no futebol feminino

3 de março de 2017


O prefeito Edinho reafirmou que Araraquara quer ser referência nacional no futebol feminino. A declaração foi feita no evento de abertura do CBF Social, no auditório principal da Uniara (Universidade de Araraquara), na manhã desta sexta-feira (3). É a primeira vez que o projeto vem ao Estado de São Paulo.

“Em 2001, fundamos o time de futebol feminino de Araraquara, que era o Extra/Fundesport. Anos depois, com o fim da parceria, conseguimos a marca da Ferroviária no projeto, que trouxe grandes vitórias para a cidade com o patrocínio da Caixa. Vamos continuar trabalhando para sermos referência no futebol feminino nacional”, declarou Edinho.

O futebol feminino é um dos principais pilares do CBF Social. No sábado (4) e no domingo (5), serão realizadas seletivas das categorias sub-15, sub-17 e sub-20 da seleção brasileira da modalidade no Estádio Municipal Cândido de Barros (o estádio do Jardim Botânico).

Nesta sexta-feira, estavam previstas palestras durante todo o dia, na Uniara, sobre saúde (doping, lesões, treinamentos), futebol na infância e na adolescência e sobre o futebol feminino.

“Acredito no esporte como um instrumento de inclusão social. No Brasil, carregamos o esporte em nosso DNA como nação, o que potencializa ainda mais esse instrumento. A educação complementar, no contraturno escolar, utilizando-se do esporte e da cultura, cria as condições para uma disputa contra as drogas e a criminalidade”, explicou o prefeito.

 

 

 

Gestão

Segundo Edinho, o Brasil ainda tem muito a avançar na transformação do esporte em uma “âncora de desenvolvimento econômico”. “Precisamos, cada vez mais, de gestores no esporte. A gestão amadora, do senso comum, vai perder espaço para a concepção de gestão profissionalizada.”

Diogo Netto, gerente de Desenvolvimento Técnico, Responsabilidade Social e Sustentabilidade da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), falou sobre a importância do CBF Social, criado em 2015. “Ele trouxeuma nova visão. Queremos ser referência não só dentro de campo, mas fora de campo também”, revelou.

A ex-jogadora da seleção Aline Pellegrino, coordenadora do Departamento de Futebol Feminino da FPF (Federação Paulista de Futebol), disse que Araraquara “tem feito muito pela modalidade”. “A cidade é parceira e referência em futebol feminino. Por onde passa, o CBF Social deixa uma sementinha.”

Representando a Uniara na mesa de autoridades, o chefe do Departamento de Ciências da Administração e Tecnologia, Eduardo Rois Morales Alves, lembrou que as atividades relacionadas ao esporte representam 2% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional.

“Estar a maior entidade do futebol nacional na cidade significa um evento de grande interesse público”, declarou. Alves informou que a Uniara irá oferecer, em breve, um curso de Gestão do Esporte. “Acreditamos no esporte como uma prática fundamental para o País.”

Também estiveram presentes o reitor da Uniara, Dr. Luiz Felipe Cabral Mauro; o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento, Ricardo Mauro; o docente e coordenador do curso de Gestão do Esporte, Fernando Borges; além dos secretários Everson Inforsato, o Dicão (Esportes e Lazer), e Priscila Luiz (Comunicação).

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis