NOTÍCIAS

Voltar

Campanha orienta população em frente à Prefeitura

24 de março de 2017


Dentro da programação do Mês da Mulher, ao longo de março, a Prefeitura realizou mais uma campanha nessa sexta-feira (24), em Araraquara, em frente ao Paço Municipal, envolvendo as secretarias de Saúde e de Assistência e Desenvolvimento Social.

 

Entre as 9h e 15h, equipes vacinaram contra a febre amarela, aplicaram testes rápidos para detectar HIV, orientaram a população sobre alimentação saudável, além de agendar mulheres para exames de Papa Nicolau e mamografia na rede pública.

O coordenador executivo de Atenção Básica, José Carlos Arrojo Júnior, destacou a importância do evento conjunto na região central da cidade, por contra da concentração maior de pessoas. “Além de facilitar o acesso da população aos serviços públicos, a ação possibilita uma maior conscientização sobre a prevenção de doenças, a prática de exercícios físicos e a educação alimentar”, explicou o médico.

 

O comerciante Márcio Costa, morador do Jardim Dumont, elogiou a iniciativa da Prefeitura, após tomar a vacina contra a febre amarela. “Acho muito importante essa campanha, que possibilitou minha proteção contra um possível surto de febre amarela”, disse Márcio.

 

A população também formou filas para se submeter ao teste rápido de HIV, cujo resultado aparece cerca de vinte minutos após a coleta de sangue.

 

Segundo a gerente do CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento do Programa DST/Aids), Mara Silvia Caloni, há uma conscientização maior da população hoje sobre a importância da prevenção. “Por isso elas procuram fazer o teste de detectação rápida”, resumiu a enfermeira.

 

Alimentação segura

 

A nutricionista Paula Fernanda de Oliveira, gerente de Abastecimento e Segurança Alimentar (vinculada à Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social), também destacou a importância do evento em frente à Prefeitura, que envolveu neste setor a ETEC Ana de Oliveira Ferraz e a UNIP.

 

“Conscientizar as pessoas sobre alimentação saudável é mostrar, por exemplo, que muitos alimentos não possuem nutrientes, apenas as chamadas ‘calorias vazias’”, disse Paula.

 

No panfleto distribuído à população, o Núcleo de Educação Alimentar e Nutricional da Secretaria apontou dez passos para uma alimentação mais segura. Entre eles, o número ideal de refeições, a quantidade e tipos de alimentos e bebidas que devem ser consumidos diariamente e o que deve ser evitado são algumas das orientações expostas.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis