NOTÍCIAS

Voltar

Censo da população idosa é escolhido em plenária temática do OP

12 de junho de 2017


Com 46 votos, a realização de um censo completo que traga informações e um diagnóstico da população idosa de Araraquara foi escolhida como prioridade na plenária temática de Idosos do OP (Orçamento Participativo) e será incluída no orçamento e executada pela Prefeitura em 2018.

 

A plenária reuniu cerca de 120 idosos no Teatro Wallace Leal Valentim Rodrigues, no Centro, na manhã de sábado (10).

 

Essa quantidade de pessoas presentes garantiu 12 representantes dentro do OP, quatro no COP (Conselho do OP), dez no Conselho Municipal do Idoso e um no Conselho Municipal de Cultura. “Um governo necessita de Conselhos fortes para fiscalização e auxílio na formulação de políticas públicas”, diz o prefeito Edinho.

 

O prefeito agradeceu aos idosos pelo “exemplo de cidadania e construção da democracia”, e reafirmou que o OP será obedecido. “O OP, para nós, é deliberativo. Vamos executar. O poder vai para as mãos da população de Araraquara para valer”, destacou.

 

Outros temas também foram levantados pelos idosos e não venceram a votação: a reforma do centro de lazer do antigo Clube Estrela, o atendimento especializado ao idoso com Alzheimer, a criação de uma ILPI (Instituição de Longa Permanência para o Idoso) pública, uma comissão permanente de atenção ao idoso, a ampliação de vagas especiais de estacionamento e um programa de esporte e lazer aos idosos nos bairros.

 

O coordenador de Participação Popular, Alcindo Sabino, lembra que os temas que perderam a votação não serão esquecidos. “O OP tem a função de fazer um apontamento para o governo de quais políticas públicas as pessoas querem que sejam implantadas no município. Mesmo que não ganhe, dá para se fazer alguns estudos”, afirma.

 

Segundo Alcindo, a aprovação do censo dos idosos irá pautar as políticas públicas da Prefeitura para essa faixa etária. “Vamos saber onde estão os idosos, quais suas condições, o que eles querem.”

 

A dona de casa Sylvia Regina Cruz de Moraes, de 66 anos, gostou muito da plenária e dos temas. “Não ganhou o que eu queria, mas vai ser muito importante. É preciso um diagnóstico dos idosos”, declarou.

 

Para o aposentado Carlos Roberto Clo, de 68 anos, que foi eleito para o COP, a plenária foi “muito interessante” por permitir a “oportunidade de manifestar nossas opiniões”. “Fazer um estudo completo dos idosos é válido. Esse censo vai empurrar Araraquara ainda mais para cima na lista de qualidade de vida.”

 

Participaram da plenária o vice-prefeito e secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto; a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Silva; os vereadores Edio Lopes (PT), Paulo Landim (PT) e Toninho do Mel (PT), além de diversos secretários e coordenadores da Prefeitura.

 

Plenária da Cidade

 

Ainda está disponível no site da Prefeitura (www.araraquara.sp.gov.br) o “OP Digital”, ferramenta que permite à população escolher quais temas devem ser debatidos na última plenária temática, a Plenária da Cidade.

 

São 16 opções de resposta (em ordem alfabética): Cultura, Educação, Esporte, Habitação, Meio Ambiente, Patrimônio Histórico, Programa de combate à pobreza, Programa de combate às drogas, Programa para crianças e adolescentes, Qualificação profissional, Saneamento, Saúde, Segurança Pública, Trânsito, Transporte público e Zeladoria da cidade.

 

É permitido o voto em apenas uma das opções. Após concluir a votação, os resultados parciais, com a porcentagem de cada opção de resposta, são divulgados.

 

A votação vai até o dia 26 de junho, às 23h59. No dia seguinte, todos os dados serão compilados, divulgados e os três temas mais votados serão levados à plenária presencial, no dia 28, às 19h, no Clube 27 de Outubro.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis