NOTÍCIAS

Voltar

Cidade amplia ações direcionadas a pessoas com autismo

3 de abril de 2018


Para marcar o 2 de abril, Dia Mundial de Conscientização do Autismo, além do ato público realizado em frente ao Paço Municipal, a Prefeitura tem aprofundado as discussões sobre o tema em Araraquara.

 De acordo com a secretária municipal de Planejamento e Participação Popular, Juliana Agatte, a proposta é definir a implementação de políticas públicas que possam antecipar o diagnóstico das pessoas que convivem com autismo no município.

 “No diálogo com as entidades ligadas ao autismo, temos verificado que muitas vezes o diagnóstico mais tardio pode comprometer uma situação que poderia ser melhor adequada com políticas de Saúde, Educação e Assistência e Desenvolvimento Social”, disse Juliana, na segunda-feira (2), no programa ‘Canal Direto com a Prefeitura’.

 “O Dia Mundial de Conscientização do Autismo foi um momento especial para retomar essa discussão, porque existem situações mais severas e visíveis, que requerem acompanhamento mais próximo, mais pormenorizado, tanto do ponto de vista da educação quanto da saúde”, reforçou.

 “Para Araraquara, o 2 de abril foi marco também porque o ato público contou com a Ampara (Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Araraquara) e o Gapaa (Grupo de Apoio aos Pais de Autistas de Araraquara), duas entidades que têm trabalhado a importância da visibilidade sobre os transtornos do autista, além da  Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e  Câmara Municipal”.

Referência

 Juliana Agatte ainda comentou na entrevista a entrega ao prefeito Edinho do projeto pela criação do Centro de Referência especializado em Transtorno do Espectro Autista.

 “Esse documento é o resultado de um grupo de trabalho criado com a participação das entidades e de outros profissionais que pesquisam o assunto, além das secretarias municipais de Saúde, Educação, Assistência e Desenvolvimento Social, e da Secretaria de Planejamento e Participação Popular, que coordenou todo o processo”, explicou Juliana.

 O Centro tem como objetivo olhar para a totalidade das pessoas autistas – seja uma criança ou um adulto -, como um espaço de recepção, recolhimento e encaminhamento. “E também um espaço de informação e conscientização e até de formação, a partir de cursos sobre o que é o autismo”, ressaltou.

 “É importante que esse espaço seja administrado por um conselho gestor, com a participação das entidades representativas da área de discussão e também do poder público”, acrescentou Juliana Agatte.

 As estatísticas apontam que atualmente cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem com algumas variações do autismo, sendo dois milhões delas no Brasil.

Descentralização

 Ainda no ‘Canal Direto com a Prefeitura’, na segunda-feira (2), Juliana também falou sobre a reabertura do programa ‘Prefeitura nos Bairros’, que até o dia 13 de abril prestará diversos atendimentos sociais à população da região do Vale do Sol, no Caic “Ricardo Caramuru de Castro Monteiro”.

 O programa envolve diversas secretarias, com ações em cadastros da Habitação, orientações de zoonoses e segurança alimentar, dívida ativa, inscrições para Escolinhas de Esportes e Oficinas Culturais, entre outros serviços.

 Ao mesmo tempo, equipes de Obras e Serviços Públicos, do Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos) e de Mobilidade Urbana revitalizam bairros, com renovação da sinalização, limpeza de praças, terrenos e calçadas e operações tapa-buracos.

 “É uma ação conjugada da Prefeitura, para que os serviços cheguem de forma integrada à população. Esse é o nosso modo de governar”, reiterou a secretária de Planejamento e Participação Popular, Juliana Agatte.

 Vale destacar que o atendimento à população é prestado das 8h às 12h, na Avenida Carlos de Angeli, s/n, no Vale do Sol.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis