NOTÍCIAS

Voltar

Com investimentos eleitos no OP, prefeito entrega Orçamento de 2018 à Câmara

30 de setembro de 2017


O prefeito Edinho e a presidente do COP (Conselho do Orçamento Participativo), Patrícia Ferreira, entregaram à Câmara Municipal, nesta sexta-feira (29), a LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2018 da Prefeitura para análise e posterior votação dos vereadores.

A peça orçamentária inclui R$ 17,9 milhões que serão destinados a 18 obras e investimentos aprovados pela população nas plenárias regionais e temáticas do OP (Orçamento Participativo).

Segundo o documento, as receitas e despesas da Prefeitura para 2018 estão estimadas em R$ 672.031.772,16 (14,97% a mais que 2017). Em comparação a este ano, serão R$ 22,9 milhões a mais para a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, R$ 12 milhões a mais para a Saúde e R$ 9,9 milhões a mais para a Educação.

“Esse Orçamento não saiu da minha cabeça. É fruto de amplo debate com a população de Araraquara em todas as regiões e reflete o que a população está sentindo e escolheu como prioridade. Estou muito feliz de ter construído esse processo e agradeço a todos que acreditaram nele”, afirmou Edinho.

O prefeito reforçou que cerca de 8 mil pessoas participaram da elaboração da LOA por meio do OP. “Elas escolheram seus representantes que formaram o conselho para debater as propostas de cada região.”

A presidente do COP agradeceu à Prefeitura pela oportunidade de participar da construção do Orçamento. “Foram votadas as prioridades de toda a cidade. Que o OP seja uma lei municipal e exista em todos os governos daqui para a frente”, pediu Patrícia aos vereadores.

Representando a mesa diretora da Câmara, o vice-presidente Tenente Santana (PMDB) elogiou a iniciativa do OP. “Sou um grande defensor do Orçamento Participativo. O que está impresso aqui é a vontade popular nas mais diversas regiões. Vamos dar todo o apoio para que esse trabalho seja realizado e Araraquara continue crescendo com qualidade de vida para nossa população”, disse o vereador, adiantando que audiências públicas para debate sobre a LOA serão organizadas pelo Legislativo.

A secretária de Planejamento e Participação Popular, Juliana Agatte, agradeceu a toda equipe que trabalhou no OP. “É um momento histórico. A participação popular é um direito humano. Muito nos honra trazer esse Orçamento amplamente debatido pela população”, declarou.

O coordenador de Participação Popular, Alcindo Sabino, disse que o OP “é um programa essencial para o governo”. “É um processo vitorioso que começou em 9 de março, na primeira plenária, e envolveu mais de 8 mil pessoas. O OP é uma grande ferramenta para mudar a vida das pessoas”, salientou.

Ainda participaram da entrega do Orçamento municipal à Câmara o vice-prefeito e secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto, os vereadores Edio Lopes (PT), Edson Hel (PPS), Elias Chediek (PMDB), José Carlos Porsani (PSDB), Magal Verri (PMDB), Paulo Landim (PT), Rafael de Angeli (PSDB), Roger Mendes (PP), Thainara Faria (PT) e Zé Luiz (PPS), os deputados estaduais Márcia Lia (PT) e Roberto Massafera (PSDB), além de diversos secretários municipais e conselheiros do COP.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis