NOTÍCIAS

Voltar

“Da abolição ao reconhecimento”: três atividades marcam o encerramento da programação nesta quinta

23 de maio de 2018


Três atividades da programação “Da abolição ao reconhecimento” serão realizadas nesta quinta-feira, 24 de maio, encerrando a agenda em referência ao Dia Nacional de Denúncia Contra o Racismo.

Pela manhã, às 9 horas, haverá a articulação da rede de atores institucionais responsáveis pelo combate aos crimes causados por motivação racista e de intolerância religiosa – “SOS Racismo”. A atividade será realizada no 2º andar da Prefeitura Municipal.

A atividade tem a intenção de articular a rede de atores institucionais públicos que apresentam algum nível de relação ou responsabilidade sob processos políticos e tramitações jurídicas que se relacionem aos crimes de racismo, injúria racial ou intolerância religiosa relacionadas diretamente às religiões de matriz africana e afro-brasileira.

A proposta visa articular a rede e seus fluxos para, posteriormente, construir uma cartilha que instrua sobre os direitos, os procedimentos e as fundamentações da política, com todo material voltado para a conscientização da população em geral.

No período da tarde, a partir das 14 horas, na Entidade Sacrário de Amor, uma roda de conversa irá abordar a questão racial e a política sobre drogas. A atividade é realizada em parceria com: CEPPIR, Assessoria de Políticas para a Juventude e o Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas. Nesta roda de trocas e conversas participam os atendidos pela entidade Sacrário de Amor e os agentes públicos das políticas de Juventude, Igualdade Racial e Combate às Drogas.

A ideia é trocar experiências e entendimentos do funcionamento destas políticas no município e seus impactos para a vida das pessoas atendidas por serviços públicos. Também, a importância das entidades de assistência para que a política de assistência social consiga atender e qualificar a oferta de serviços por meio do fomento a parcerias, está no programa.

Para fechar a programação “Da abolição ao reconhecimento”, no SENAC Araraquara, às 19 horas, será formada a mesa redonda que abordará: “Economia global, comércio local, consumo e discussões sobre empreendedorismo relacionadas às questões étnico-raciais”.

Esta mesa reunirá atores políticos e público empreendedor, ou interessados em atividades de empreendedorismo econômico, colocando em discussão as condições conjunturais que propiciam o desenvolvimento de projetos de empreendedorismo. A ênfase, portanto, será a tendência de crescimento do “Afro-empreendedorismo” e os entendimentos sobre este conceito. Assim, a ideia é refletir sobre as condições de produção e consumo atuais e pensar o comércio local, de bens e serviços, co-relacionando estes temas às questões sociais, culturais e econômicas mais comumente referenciadas às populações negras.

Toda a programação é gratuita. Vale lembrar que as atividades aconteceram no período de 14 a 24 de maio, tendo o objetivo de provocar reflexões e debates acerca das políticas de promoção da igualdade racial, com a participação da sociedade civil.

SERVIÇO:

“Da abolição ao reconhecimento”

Data: quinta-feira (24 de maio)

Programação:

– 9 horas: “SOS Racismo” – articulação da rede de atores institucionais responsáveis pelo combate aos crimes causados por motivação racista e de intolerância religiosa

Local: Prefeitura Municipal (2º andar – Rua São Bento, 840 – Centro)

– 14 horas: Roda de conversa “A questão racial e a política sobre drogas”

Local: Entidade Sacrário de Amor (Avenida Pedro José Larocca, 1409 – Jardim Santa Adélia)

– 19h: Mesa redonda: “Economia global, comércio local, consumo e discussões sobre empreendedorismo relacionadas às questões étnico-raciais”

Local: Senac Araraquara (Rua João Gurgel, 1935 – Carmo)

 

Grátis – participação aberta a todos interessados

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis