NOTÍCIAS

Voltar

Domingo: música na Estação Ferroviária em homenagem às mulheres

9 de março de 2018


Tem música na estação no fim de semana! A programação do Mês da Mulher apresenta o show “(En)Canto e Luta: ouçam nossa voz – edição na Estação” neste domingo (11), na Antiga Estação Ferroviária. Com início às 17 horas, o show conta com as apresentações musicais de Ligia Maria, Sound Sisters e Aghata Saan, além do espetáculo “Belas, Recatadas”. A programação é gratuita.

 

A MC Lígia Maria traz a apresentação de suas músicas autorais que tratam dos temas sobre empoderamento feminino, violência sexual contra mulher, abandono paterno, feminismo e luta contra a cultura do estupro e machismo, representando o gênero rap.

 O som mistura voz, guitarra e beat, brincando com as sonoridades e levando o público a sentir os relatos trazidos de forma intensa e também a refletir sobre o papel das mulheres na sociedade.

 A apresentação conta com: Lígia Maria (vocal), Audre Verneck (vocal de apoio), Lucas Felipe (guitarra) e Gabriel Barreto (beat).

 Já a Sound Sisters chega trazendo a modalidade do Sound System – a cultura do sistema de som, recente no país, vem se expandido nos últimos 15 anos, com o Reggae ganhando espaço em diversos meios de comunicação em projetos polifônicos e diversificados.

 Inspiradas pelo fenômeno da cultura sound system jamaicana dos anos 60, as seletoras Tuti e Lioness vêm construindo a história da Sound Sisters desde 2010. Envolvidas pelo som dos vinis desde a infância, a dupla, com base em São Carlos, se conheceu nos eventos sound system promovidos no interior do Estado.

 Com uma linha de pesquisa bem similar e colecionadoras de vinis, as sisters decidiram se unir com o intuito de explorar sonoridades e ocupar espaços predominantemente masculinos. Hoje integram o primeiro sistema de som feminino do País. A Sound Sisters recebe a convidada Aghata Saan.

 Por fim, o espetáculo “Belas, Recatadas”, que apresenta as cantoras Kris Pires, Monika Pires, Luciana Pires, Lu Mani e Isabel Fernandes, acompanhadas pelos músicos Márcio Rocha, Guga Pires e Nemias Santana. O espetáculo tem Tânia Capel assinando a direção.

 As quatro mulheres intérpretes deste projeto trabalham durante o dia, cuidam de suas próprias casas e ainda cantam na noite araraquarense. Algumas são casadas, com filhos e cuidam de suas famílias sem esquecer seus ideais e, para este projeto criativo, escolheram a dedo músicas consagradas da MPB cujas letras batem de frente com o conceito ultrapassado de “belas, recatadas”.

 “Belas, Recatadas” traz à tona a questão do empoderamento feminino, protestando de forma musical, com muito bom humor, contra tudo que vai na contramão daquilo pelo qual as cantoras tanto lutam: a liberdade feminina!

 Vale lembrar que a programação do Mês da Mulher é uma realização da Coordenadoria Executiva de Políticas Públicas para Mulheres, ligada à Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular, e conta com o apoio da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis