NOTÍCIAS

Voltar

Edinho quer reestruturação do Centralizado Municipal

4 de janeiro de 2017


Acompanhado dos secretários anunciados, Donizete Simioni (Gestão e Finanças) e João Bernal (Obras e Serviços Públicos), o prefeito Edinho visitou, na manhã desta quarta-feira (04), o Centralizado Municipal com o objetivo de fazer uma vistoria no local e também um diagnóstico dos serviços que estão em andamento.
Durante a visita, servidores e membros da equipe de coordenação fizeram um relato da situação dos equipamentos, do maquinário para produção de artefatos, da frota de veículos e das solicitações de serviços pela população, como limpeza pública, tapa-buraco e poda de árvores.
O espaço passa por uma situação de sucateamento com falta de materiais para a realização dos serviços básicos para a população. Com sua função descaracterizada, o Centralizado, é utilizado hoje, inclusive, como um depósito para frota de veículos da prefeitura, cuja maior parte não está em funcionamento.
Para o prefeito Edinho, é urgente o levantamento de todos os equipamentos em uso e de tudo aquilo que não está funcionamento para saber a real necessidade e como é possível fazer a estrutura voltar a funcionar. “Temos que ter um inventário de cada serviço que estamos fazendo, de cada veículo, inclusive quais os problemas para que possamos fazer as escolhas do que é possível recuperar e o que deve ir à leilão”, sinalizou Edinho.
Material para a Usina de Asfalto
Outro serviço que funciona no Centralizado é a Usina de Asfalto. Atualmente, todos os equipamentos estão em condições de uso, porém, não estão em funcionamento por falta de material básico. Segundo os funcionários, não há pedrisco e pó de pedra para a produção de massa.
Na ocasião, Edinho pediu que a equipe providencie o que for necessário para que a situação seja normalizada. “A população está sofrendo com a situação das vias. Com esse material já podemos começar a produção e iniciar o trabalho de tapa-buraco na cidade”, ressaltou o prefeito.
Edinho pediu o apoio dos servidores com o objetivo de reestruturar os serviços prestados pelo Centralizado. A equipe reclamou ainda da falta de Equipamento de Proteção Individual (EPI) para a realização dos trabalhos diários. “Temos um grande desafio, mas vamos trabalhar muito para melhorar as condições de trabalho e garantir um serviço de qualidade para a população”, disse o prefeito.
De acordo com Bernal, nesse primeiro momento, é fundamental colocar o Centralizado para funcionar. “Nossa intenção é dar uma resposta rápida para a população e vamos agilizar a aquisição dos insumos para darmos início aos trabalhos o mais breve possível”, acrescentou o secretário anunciado.

 

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis