NOTÍCIAS

Voltar

Em seminário internacional, Edinho destaca papel central da Economia Solidária

21 de maio de 2018


“A economia solidária deve ter papel central nas políticas públicas e ter continuidade”, afirmou o prefeito Edinho durante o seminário “Construção de Políticas Públicas Municipais sobre Economia Social e Solidária”, na Faculdade de Ciências e Letras da Unesp (Universidade Estadual Paulista).

O evento foi realizado pela Prefeitura em parceria com a universidade, na sexta-feira (18), e integrou o projeto “Arte ao Centro”.

O seminário contou com presença de autoridades de Torres Vedras (Portugal), que compartilharam suas experiências e levaram informações de Araraquara para o desenvolvimento de políticas públicas.

Durante sua fala, Edinho, que é vice-presidente de Economia Solidária da Frente Nacional de Prefeitos, citou o exemplo da Cooperativa Acácia. “Criada no nosso primeiro governo, a Acácia mudou a vida das famílias que trabalhavam na coleta de lixo e é um modelo”, descreveu.

O prefeito ainda abordou os programas de participação popular da Prefeitura e a atuação dos conselhos. “A participação popular deve ser um instrumento cotidiano. Temos que lutar contra uma cultura da não participação”, relatou.

Edinho ainda agradeceu ao diretor da Faculdade de Ciências e Letras, Claudio Paiva, pela parceria. “A proximidade com a Unesp vai nos ajudar muito”, disse. O diretor retribuiu. “A relação da Unesp com a Prefeitura é ímpar. Queremos transformar a cidade de Araraquara trabalhando em conjunto”, afirmou Paiva.

O professor Leandro Morais, do Departamento de Economia da Unesp, disse que o seminário é parte de um processo que está em andamento. “Há uma abertura grande para o desenvolvimento da economia social e solidária. Vamos utilizar essa parceria como um estudo de caso para disseminar em outros municípios. É um processo de construção”, declarou Leandro.

O presidente da Câmara de Araraquara, Jeferson Yashuda (PSDB), destacou que essa programação “aproxima os dois países”. Mesma opinião da deputada estadual Márcia Lia (PT), que também esteve no seminário. “Essas parcerias são fundamentais para conhecer experiências e fazer esse intercâmbio”, disse Márcia.

​​Intercâmbio

Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras (e chefe do Executivo), e Ana Umbelino, vereadora de Cultura daquela cidade, apresentaram informações sobre o município português, que possui 80 mil habitantes. “O objetivo é dar melhor qualidade de vida a quem vive em Araraquara e em Torres Vedras”, disse Bernardes.

Torres Vedras possui 80 mil habitantes e se destaca por ter os agricultores mais jovens e qualificados e por ser o maior produtor de vinho em Portugal. O município ainda ocupa a 21ª posição em qualidade de vida e venceu o prêmio “Melhores Cidades, Comunidades e Cultura”.

Depois das falas dos convidados, os integrantes da plateia puderam fazer perguntas sobre as políticas públicas desenvolvidas na cidade portuguesa.

Ainda estiveram no evento ​a coordenadora municipal de Economia Criativa e Solidária, Camila Capacle​, que foi a mediadora do debate​; o professor Daniel Menezes, ​do ​Mackenzie São Paulo e representando o Ciriec Brasil; e Sérgio Fonseca, professor do Departamento de Administração Pública da Unesp Araraquara.

 

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis