NOTÍCIAS

Voltar

Gota de Leite amplia leque de atendimento e assistência

20 de dezembro de 2017


Trabalhos constantes ao longo do ano para melhorar a qualidade no atendimento e assistência oferecidos para mulheres de Araraquara e região, aumentar a oferta de serviços e equilibrar receita e despesas. Essas foram as principais ações da diretoria e do quadro de funcionários da Gota de Leite em 2017, segundo Lúcia Ortiz, diretora executiva da Fungota – Fundação responsável pela Maternidade Gota de Leite de Araraquara.

Lúcia fez o balanço em entrevista ao programa ‘Canal Direto com a Prefeitura’, na terça-feira (19), pela TV Web Participativa, na página oficial do Facebook da Prefeitura de Araraquara.

Segundo a diretora, o aumento no quadro de médicos na Maternidade, com a criação do procedimento “médico horizontal”, a melhoria na assistência e atendimento oferecidos à gestante e ao bebê, inclusive na UCI (Unidade de Cuidados Intermediários), além da realização de novos procedimentos cirúrgicos são algumas das ações destacadas deste ano.

“O contato direto da mãe com o bebê, por cerca de 30 minutos a uma hora, logo após o parto, e um melhor atendimento quando há necessidade do uso da UCI, incluindo a presença de um acompanhante definido pela mãe do recém-nascido, oferecem mais humanização e segurança no atendimento”, destacou Lúcia Ortiz.

 

Novos serviços

A diretora executiva da Fungota acrescentou que outra melhoria no atendimento oferecido pela Maternidade a partir deste ano foi a introdução do “médico horizontal”, que atende a mãe diariamente por 4 horas e passa todas as informações para o médico plantonista.

 

Ainda segundo Lúcia Ortiz, com a ampliação do leque de atendimentos, a Gota de Leite vai além da realização de partos. “Agora também são realizadas cirurgias ginecológicas e pediátricas, além de laqueaduras. Em breve, também vamos fazer vasectomias”, ressaltou.

 

Reestrutura

Além das melhorias destacadas, Lúcia acrescentou que existem outros desafios para 2018. A diretoria da Fungota vai buscar o credenciamento junto ao Ministério da Saúde para a implantação da Casa da Gestante, que possibilitará, quando necessário, o internamento da futura mãe até a hora do parto.

Outra meta é a reorganização administrativa da Gota de Leite, que será debatida entre a Fundação e os funcionários da maternidade.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis