NOTÍCIAS

Voltar

Inauguração do novo Centro de Referência da Mulher marca o 8 de março

6 de março de 2017


A Prefeitura de Araraquara inaugura nesta quarta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a nova sede do Centro de Referência da Mulher (CRM) Heleieth Saffioti. A solenidade está marcada para as 16h e contará com a presença do prefeito Edinho Silva.

O CRM passa a atender na Rua Pedro Morganti, 2231, no Centro, nos seguintes horários: segunda, quarta e sexta, das 7h às 17h30; terça e quinta, das 7h às 19h. O CRM foi inaugurado pela primeira vez em junho de 2001, pelo prefeito Edinho, sendo um dos primeiros no estado de São Paulo. Até 2008, mais de 11 mil atendimentos foram realizados no local.

De acordo com a coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, da Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular, Amanda Vizoná, a mudança faz parte de uma reestruturação mais ampla que a Prefeitura vem articulando em relação ao atendimento às mulheres de Araraquara.

“Em 2016, mais de 2.000 boletins de ocorrência de violência doméstica foram registrados em Araraquara. Em 2017, os números já ultrapassam os 300 boletins de ocorrência. Esse alto índice de violência contra a mulher torna urgente a reestruturação da rede de atendimento, e essa é uma das missões da nova gestão da Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres do município”, conta.

Amanda explica que o ponto de partida da reestruturação é a mudança estratégica do local do Centro de Referência para a área central do município. “A nova localização cumpre o papel de ser mais acessível e ao mesmo tempo acolhedora”, diz. “Além disso, o atendimento, que era reduzido a apenas um período do dia e dificultava o acesso de muitas mulheres, será estendido a partir do dia 8 de março”, completa.

Os serviços oferecidos pelo CRM também serão ampliados. Além do atendimento psicológico às mulheres vítimas de violência e o encaminhamento à Casa Abrigo, que já eram disponibilizados, o Centro de Referência passará a promover oficinas temáticas, acesso à internet, acolhimento e acompanhamento de mulheres em situação de vulnerabilidade por violência doméstica e palestras em escolas e na rede de atendimento, incluindo os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e as unidades de saúde, além de apresentações em organizações, empresas e comércio.

 

Trabalho intenso no mês de março

A coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres ressalta ainda que, ao longo do mês de março, o CRM fará um trabalho intenso nos bairros para divulgar os serviços do Centro de Referência, aproximando também a comunicação com a Delegacia de Defesa da Mulher e as delegacias de plantão.

“A agenda de março inclui ainda cerca de 20 eventos que englobam palestras, rodas de conversa e oficinas para mulheres”, pontua Amanda.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis