NOTÍCIAS

Voltar

Judith Lauand é destaque no Mês das Mulheres em Araraquara

3 de março de 2017


A programação em homenagem ao Mês das Mulheres, realizada pela Prefeitura de Araraquara por meio da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, brinda o público araraquarense e da região com a exposição “Ruptura” que reúne obras da artista plástica Judith Lauand, formada pela Escola de Belas Artes de Araraquara.

A abertura da exposição será realizada no próximo dia 08 de março, às 19 horas, na Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa, e contará com roda de conversa com a Prof. Doutora Dulce Whitaker e da artista plástica Fernanda Ribeiro, com mediação da arte educadora Rita Michelutti.

Judith Lauand – pintora, gravadora – é considerada uma das grandes damas do Concretismo brasileiro e foi a única mulher a integrar o Grupo Ruptura, coletivo vanguardista formado em 1954 por Luiz Sacilotto, Waldemar Cordeiro e Lothar Charoux – entre outros. Com eles, expôs na I Exposição Nacional de Arte Concreta e na mostra Konkrete Kunst, em Zurique.

A artista nasceu na cidade de Pontal, no interior paulista, em 1922, e se formou na Escola de Belas Artes de Araraquara, em 1950, onde aprendeu pintura com Mario Ybarra de Almeida (1893-1952) e Domenico Lazzarini (1920-1987).

 

No início de sua carreira dedicou-se a arte com influência expressionista, pintando figuras e naturezas mortas. Depois da formatura em 1950, mudou-se para São Paulo em 1952, onde estudou gravura com Livio Abramo. Depois, em 1953, passou a dedicar-se a abstração e, no final dos anos 50 adotou um vocábulo construtivista com influências concretistas contendo grande rigor matemático. Já na década de 60, Judith começou a utilizar em suas obras materiais pouco usuais, como: tachinhas, alfinetes, clips e dobradiças, com efeitos e ritmos ópticos.

A artista ganhou o Prêmio Leirner de Arte Contemporânea, com uma exposição retrospectiva sendo lhe dedicada destacando principalmente suas produções dos anos 50, em 1996.

Nesta exposição na Casa da Cultura serão apresentadas 30 obras da artista nas diferentes vertentes de seu trabalho. A exposição permanecerá em cartaz até o dia 30 de abril, com entrada gratuita.

Vale destacar que no bate-papo da abertura, Dulce Whitaker abordará o tema do apagamento da mulher na história da arte, enquanto Fernanda Ribeiro terá foco no construtivismo e no Movimento Ruptura.

A Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa está localizada à Rua São Bento, nº 909, no Centro de Araraquara.

 

SERVIÇO:

Exposição “Ruptura” – obras de Judith Lauand

Período: de 08/03 a 30/04

Local: Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Correa (Rua São Bento, nº 909 – Centro)

 

Abertura: dia 08 de março, às 19 horas – roda de conversa com a Prof. Doutora Dulce Whitaker e da artista plástica Fernanda Ribeiro, mediada pela arte educadora Rita Michelutti

 

Grátis

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis