NOTÍCIAS

Voltar

“Mulher lutadora e guerreira”, diz Edinho sobre Irmã Edith

31 de março de 2017


Uma mulher guerreira e que levou o conhecimento a milhares de araraquarenses que não tinham o acesso à escola. Essas foram as palavras utilizadas pelo prefeito Edinho para descrever Maria da Conceição Costa, a Irmã Edith, homenageada com o 6º Prêmio Heleieth Saffioti – Mulher Destaque.

A sessão solene de entrega da honraria ocorreu na tarde desta sexta-feira (31), no plenário da Câmara Municipal, e contou com vereadores, secretários e ex-alunos de Irmã Edith.

Fundadora do Proeaja (Projeto de Educação para Adultos e Jovens de Araraquara), a homenageada foi escolhida pelo Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres de Araraquara. A ideia do prêmio, que ocorre em todo mês de março, é ressaltar as mulheres que tenham se destacado profissionalmente ou realizado trabalhos sociais importantes.

“Araraquara faz uma justa homenagem a uma figura emblemática. Esse prêmio é da Irmã Edith por tudo o que ela fez pela cidade e serve de estímulo para que outras mulheres lutadoras também trabalhem pelos mais necessitados”, disse Edinho.

A secretária de Planejamento e Participação Popular, Juliana Agatte, ressaltou a importância do trabalho da homenageada. “Encerrar o mês de março tendo como mulher destaque a Irmã Edith é um momento que entra para a história de Araraquara”, afirmou.

“A Irmã Edith sempre trabalhou com a educação, levando seu conhecimento aos Estados mais carentes do Brasil. A humildade e a preocupação com o próximo sempre foram seus principais objetivos”, lembrou a vereadora Thainara Faria (PT), que presidiu a sessão.

Em sua fala, ao final da homenagem, Irmã Edith destacou seu amor pela cidade e agradeceu a todos que participaram de seus projetos sociais. “Araraquara é uma coisa muito grande no meu coração. Tudo isso é muito grande e me sinto muito pequena diante de Deus. Se não fosse ajudada, eu não daria conta”, declarou.

Segundo ela, “nossa vida é, realmente, do pobre”. “Deus ainda me deu forças para estar aqui e dizer: de esperança e esperança, nós vamos até Ele.”

Ainda estiveram presentes na solenidade os vereadores Tenente Santana (PMDB), Elias Chediek (PMDB), Roger Mendes (PP), Paulo Landim (PT) e Rafael de Angeli (PSDB), diversos secretários, coordenadores e gestores da Prefeitura, além da presidente interina do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres, Ieda Cassoni, e de outras autoridades.

Sobre Irmã Edith

Maria da Conceição Costa nasceu em Piracicaba, em 6 de março de 1933. Em 1949, aos 16 anos, ingressou na Congregação das Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição, em Piracicaba. Cursou o Ginasial e o Magistério no Colégio Progresso de Araraquara.

Em 1952, ela recebeu o hábito religioso, quando seu nome se alterou para “Irmã Edith Costa”. Entre 1969 e 1977, trabalhou na equipe de Dom Evaristo Arns, em São Paulo, na Pastoral da Juventude e Pastoral Educacional. Também percorreu nove países pela Universidade de Paris.

Fundou o Proeaja em 1999, inspirado no tema da Campanha da Fraternidade “Educação a Serviço da Vida e da Esperança”. Em 2001, começou o convênio com a Prefeitura e, em 2011, o novo prédio do Neja (Núcleo de Alfabetização de Jovens e Adultos) passou a levar seu nome. Irmã Edith, com a saúde debilitada, afastou-se da coordenação do Proeaja em 2012.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis