NOTÍCIAS

Voltar

Nova incubada investe em pesquisa tecnológica

7 de junho de 2018


 

Criada em 2016 por doutores especializados na área Química e Farmacêutica, a BioSmart, instalada na Incubadora de Empresas de Araraquara, investe no fomento da pesquisa tecnológica para desenvolvimento de insumos específicos voltados a empresas que vão desde o setor da saúde até à opto-eletrônica.

Entre os diversos produtos a Bio Smart desenvolve nanopartículas  de prata, nanofios de prata, nanobastões de ouro, nanopartículas magnéticas compósitos, blendas, micro e nanopartículas polimėricas.

Atualmente, a empresa  conta com três projetos aprovados no Programa Inovativo de Pequenas Empresas (PIPE) fase I, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), em parceria com as universidades da região, Unesp, Uniara, USP e UFSCar.

“No momento, estamos desenvolvendo três projetos. O primeiro, de embalagens inteligentes/comestíveis, a fim de contornar os problemas ambientais associados aos derivados do petróleo; o segundo, de obtenção de um ativo cosmético antirrugas,  a partir de resíduos; e o terceiro, para curativos veterinários e humanos, vítimas de Leishmaniose”, relata a representante da BioSmart, Hélida Gomes Oliveira Barud.

O investimento inicial do financiamento da Fapesp contempla aquisição de equipamentos e despesa de pessoal.

“Além das pesquisas, os diretores acreditam que podem atrair novos investidores para escalonar a fabricação de produtos tecnológicos específicos, possibilitando o alcance de mercado nacional e futuramente internacional, relata a farmacêutica Andréia Meneguin.

Neste cenário, a BioSmart firmou recentemente um contrato de dois anos com uma importante empresa brasileira de produtos biotecnológicos, relacionado ao fornecimento de nanopartículas de prata.

“Nossa missão é oferecer um suporte tecnológico confiável que resulte em soluções inovadoras direcionadas a atender as necessidades do mercado em constante evolução”, projetam os químicos Hernane Barud e Robson Rosa, consultores científicos da empresa.

Para o coordenador executivo da Indústria e Tecnologia, da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Heber Pereira, a BioSmart será uma referência em biotecnologia na região e, em breve, estará atuando no mercado globalizado de inovações.

Inovações

A diversidade das empresas incubadas fortalece os objetivos da Incubadora, segundo o gerente da Incubadora, Lucas Campanha. “Temos empresas que vão desde o ramo de alimentação tradicional e vegana; automação,  a drones e de cunho tecnológico, ampliando assim nosso leque de atuação”, destaca.

 

 

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis