NOTÍCIAS

Voltar

Novo comitê prioriza diálogo com o servidor municipal

30 de junho de 2017


Priorizar o diálogo com o servidor municipal. Segundo o prefeito Edinho, esse é o principal objetivo do Comitê Municipal de Gestão Democrática, que foi empossado em cerimônia na Prefeitura, nesta sexta-feira (30).

Criado pelo Executivo por meio de projeto de lei, aprovado pela Câmara, o Comitê de Gestão Democrática é formado por 40 titulares e 28 suplentes (todos servidores efetivos) que representam as secretarias, autarquias, fundações e outros setores da Prefeitura.

A eleição interna dos integrantes do comitê ocorreu pelo site da Prefeitura e em terminais de votação no Centralizado Municipal e no Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho), no início do mês. Ao todo, foram 3.361 votos registrados.

“O Comitê de Gestão Democrática deve trabalhar para a valorização do servidor público municipal e para que a Prefeitura seja mais eficiente e importante na prestação de serviços aos munícipes. O diálogo será permanente com o servidor, buscando o desenvolvimento de uma política de RH que seja mais efetiva”, afirmou o prefeito.

Edinho, inclusive, é o presidente do comitê e estará presente nas reuniões. “Quero estar em todas as reuniões ouvindo o comitê para que esse espaço funcione e seja forte. Os prefeitos passam, mas a Prefeitura fica. Os servidores municipais são quem constroem no cotidiano a estrutura de prestação de serviços. Esse espaço é dos servidores”, declarou.

O diretor de divisão da Secretaria de Gestão e Finanças, Paulo Dimas, afirmou que a idealização do comitê foi “magnífica”. “É uma oportunidade de incentivar os colegas a participarem do comitê para que os problemas possam ser trazidos à administração”, revelou.

Para Donizete Simioni, secretário de Gestão e Finanças, o novo comitê é um instrumento de gestão e governabilidade. “Que vocês venham para dentro da máquina da Prefeitura e nos ajudem a montar um processo interno de recursos humanos. Precisamos melhorar muito as condições de trabalho”, afirmou.

Também presente na posse, o deputado estadual Roberto Massafera (PSDB), ex-prefeito de Araraquara (1993 a 1996), lembrou a dificuldade de administrar a cidade e ressaltou a importância do comitê. “Esse padrão de administração, com gestão participativa, é o futuro que nosso país precisa. Cada um de vocês [empossados] vai entender melhor como funciona a Prefeitura.”

Edson Hel (PPS), representando a Câmara, ressaltou que o Legislativo deu apoio à implantação do comitê. “Só temos a agradecer ao prefeito por mandar esse projeto para a Casa”, disse.

Ainda estiveram na posse o vereador Paulo Landim (PT), a gerente de Desenvolvimento de Recursos Humanos, Flávia Dótoli, e o coordenador de Recursos Humanos, Sérgio Geraldo Fracassi, além de secretários e coordenadores da Prefeitura.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis