NOTÍCIAS

Voltar

Novos uniformes são entregues a merendeiros da rede municipal de Educação

2 de maio de 2018


A Secretaria da Educação entregou novos uniformes a cerca de 340 agentes sociais (merendeiros e merendeiras) da rede municipal de Educação, nesta quarta-feira (2), em evento na sede da secretaria, com presença do prefeito Edinho.

 

Foram entregues cinco camisetas, três calças e três aventais de tecido para cada profissional (o calçado já havia sido entregue no segundo semestre de 2017), em um total de 3.740 peças. A utilização de uniformes é essencial para os profissionais que lidam com alimentos, tanto por higiene e segurança como, também, para identificá-los. A última distribuição de uniformes havia sido feita em 2014.

 “Os agentes sociais têm papel importantíssimo dentro da rede de ensino. Os novos uniformes são uma forma de reconhecimento, mas temos que reconhecer ainda mais. Por isso, estamos planejando o aumento no piso salarial desses servidores dentro do novo PCCV [Plano de Carreiras, Cargos e Vencimentos]”, afirmou Edinho.

 O prefeito ainda lembrou o papel dos merendeiros para as crianças, especialmente entre as famílias de maior necessidade. “Fica aqui minha gratidão aos profissionais de segurança alimentar. A escola muda a vida de uma criança, principalmente nos bairros mais vulneráveis. Estamos trabalhando para construir uma cidade mais justa, humana e desenvolvida”, relatou.

 A secretária da Educação, Clélia Mara dos Santos, disse que esta quarta-feira foi um dia feliz para todos da rede municipal. “O uniforme é uma das premissas para se ter um trabalho respeitoso, com o mínimo de dignidade. Que isso ajude no cotidiano de vocês”, disse. “Muitas vezes, a alimentação escolar é a única alimentação decente na vida das crianças. Vocês, agentes sociais, são imprescindíveis”, complementou a secretária.

 Emocionado, o vereador Edio Lopes (PT), que representou a Câmara, recordou sua infância, nos anos 1970 e 1980, quando viu muitas pessoas passando necessidades básicas no Jardim América. “Eu vi minha mãe dando alimento para outras famílias. Este é um evento de festa, mas relembro o meu passado. Várias crianças vão à escola para se alimentar. A gente precisa valorizar as merendeiras e os merendeiros”, refletiu Edio.

 O evento ainda contou com apresentação do núcleo de teatro da Escola Municipal de Dança “Iracema Nogueira”, que apresentou o número “Tem gente com fome”. A gerente de Abastecimento e Alimentação Escolar, Márcia Guimarães, também compôs a mesa de autoridades.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis