NOTÍCIAS

Voltar

Para Edinho, inauguração da Farmácia Central é a correção de um erro

27 de janeiro de 2018


A nova Farmácia Central “Dra. Clara Pechmann Mendonça”, inaugurada neste sábado (27), representa a correção de um grande erro, segundo o prefeito Edinho: o fechamento da Farmácia Popular (projeto do Governo Federal) e de diversas farmácias de unidades de saúde dos bairros.

“Terminar um programa de distribuição de medicamentos é um absurdo. Muitas pessoas não têm o dinheiro da passagem do ônibus para se deslocar a outro bairro. Estamos tentando corrigir esses problemas”, afirmou Edinho.
A Farmácia Central fica na Rua Gonçalves Dias (Rua 1), nº 468 (onde era a Farmácia Popular), e funciona de segunda a sexta, das 7h às 17h. São 142 tipos de medicamentos para usuários da rede municipal de saúde, insumos para pacientes que combatem o tabagismo e insulinodependentes, além de preservativos.
A distribuição de medicamentos nas unidades básicas de saúde dos bairros continuará sendo feita normalmente.
“As pessoas vão chegar com a receita e já sair com o medicamento, retirá-lo de forma facilitada. Assim, corrigimos o erro do fechamento da Farmácia Popular e das farmácias em vários bairros”, complementou. Segundo o prefeito, outro projeto de distribuição de medicamentos será lançado em breve.
Edinho ainda destacou a atuação de Clara Pechmann na saúde de Araraquara e do País. “É uma homenagem a quem trabalhou a vida toda para que a saúde pública fosse eficiente. Tive o prazer de ter a Clara Pechmann como secretária de Saúde em meu primeiro mandato, em 2001. Uma pessoa rigorosa, mas muito humana e pioneira no acolhimento e tratamento a pacientes com HIV. Foi vanguarda no Brasil”, declarou.
A coordenadora de Gestão da Secretaria de Saúde, Élide Inforsato, destacou que o prefeito Edinho está buscando melhorar o setor mesmo com tantas dificuldades. “Esta farmácia fica em um local de fácil acesso à população que mais precisa do SUS”, disse Élide, que representou a secretária de Saúde, Eliana Honain.
Paulo Landim (PT), em nome da Câmara, também ressaltou a necessidade da nova unidade para a Saúde de Araraquara. “O governo do prefeito Edinho olha para as pessoas que mais precisam.”
Representando a família, Gisela Pechmann agradeceu a homenagem e declarou que sua mãe “honrou a profissão e colecionou vitórias”. “Uma mulher guerreira, forte, ávida por conhecimento, que não mediu esforços para promover saúde. Onde estiver, minha mãe está se sentindo envolta em muita luz”, disse, emocionada.
Ainda estiveram no evento o viúvo de Clara Pechmann, Dimas, o filho Paulo, netos e outros familiares, além do vice-prefeito e secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto.
Homenagem
Clara Pechmann Mendonça foi professora emérita da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp de Araraquara, responsável pela implantação do Laboratório de Análises Clínicas e do Hemonúcleo.
Clara foi secretária de Saúde do município no primeiro governo de Edinho, em 2001. Pioneira na defesa dos portadores do vírus HIV, fundou o Gaspa (Grupo de Apoio e Solidariedade ao Portador de HIV de Araraquara).
A professora dedicou sua carreira à formação de profissionais e à pesquisa acadêmica, mas sem deixar de prestar assistência humanizada à população, pautando-se na defesa dos marginalizados e das pessoas mais necessitadas. Clara faleceu aos 92 anos, em 23 de agosto do ano passado.
Serviço – Farmácia Central “Dra. Clara Pechmann Mendonça”:
Endereço:
 Rua Gonçalves Dias (Rua 1), nº 468
Horário de funcionamento: das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis