NOTÍCIAS

Voltar

Pessoas com deficiência escolhem implantação de Centro Dia especializado

26 de maio de 2017


A implantação de um Centro Dia especializado foi eleita como prioridade na plenária temática de Pessoas com Deficiência do OP (Orçamento Participativo), nesta sexta-feira (26), no Instituto dos Cegos Santa Luzia, na Vila Xavier.

O objetivo do Centro Dia será oferecer todo o acolhimento necessário, com oficinas terapêuticas, espaço para crianças e mães, leitos para cadeirantes e atendimento que inclua as pessoas com deficiência intelectual.

Quase 90 pessoas participaram da plenária, o que deu direito à eleição de nove representantes (quatro deles irão integrar o Conselho do Orçamento Participativo).

Outros dois novos integrantes para o Comdef (Conselho Municipal de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência) foram escolhidos.

“Mais uma vez, o OP demonstra uma nova forma de poder: quem decide aonde a cidade vai é a população e ninguém pode tirar esse direito dela”, disse o prefeito Edinho.

Além do tema votado, outras demandas foram apresentadas, principalmente em relação ao transporte público e à acessibilidade em locais públicos e nas ruas da cidade. Uma escola bilíngue, para quem tem deficiência auditiva, também foi solicitada. Os pedidos foram encaminhados aos secretários.

Para a assessora de Políticas para as Pessoas com Deficiência, Elisa Santos, a mobilização das entidades foi muito importante. “Quem são os protagonistas são eles, que vieram aqui e fizeram a diferença”, ressalta.

“São muitas demandas. Chegaram sete delas para votação, com a escolha do Centro Dia como prioridade. Há muito tempo, a população com deficiência aguarda isso na nossa cidade”, explica.

O vereador Elton Negrini (PSDB), representando a Câmara, esteve na plenária e parabenizou a Prefeitura pela iniciativa, além de colocar seu gabinete à disposição para colaborar.

Os vereadores Edio Lopes (PT), Rafael de Angeli (PSDB), Roger Mendes (PP) e Toninho do Mel (PT) também participaram, além de representantes de entidades que atendem pessoas com deficiência e diversos secretários e coordenadores da Prefeitura.

 

A voz do povo

O administrador José Carlos Zanone esteve na plenária e gostou da oportunidade. “Acho muito importante, porque é a oportunidade que o deficiente tem de se manifestar, expor os seus problemas”, disse. “Vamos esperar que as questões colocadas aqui possam ter condições de se realizar.”

Para Joice Angélica Dias, a plenária é uma chance de reivindicar seus direitos. “Essa temática é a ‘voz de nós’, portadores de necessidades especiais”, declarou. “Muita gente vê o portador de necessidade especial como uma pessoa que às vezes é incapacitada. É não é isso. A gente tem capacidade de fazer tudo, só que no nosso limite. Todo mundo tem um limite.”

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis