NOTÍCIAS

Voltar

População pede reabertura do Pronto-Socorro do Melhado na Plenária da Cidade

29 de junho de 2017


Com 93 votos, a reabertura do Pronto-Socorro do Melhado, como uma unidade de suporte às UPAs (unidades de pronto atendimento), venceu a votação da Plenária Temática da Cidade do OP (Orçamento Participativo), na noite de quarta-feira (28), no Clube 27 de Outubro, que recebeu cerca de 210 pessoas.

Com o resultado, o investimento entra no orçamento de 2018, assim como as outras ações já aprovadas nas plenárias regionais e temáticas.

Ao todo, cinco opções foram elencadas pela população na plenária e disputaram os votos, de acordo com os temas eleitos no OP Digital: o projeto “Quilombo Rosa” (de combate à pobreza), a ampliação de vagas em creches e capacitação de professores, a informatização de agendamentos da Saúde, o fim da fila de espera de exames e leitos e a reabertura do pronto-socorro.

Cada uma dessas ações tiveram integrantes da plenária fazendo suas defesas perante o público. Com 80 votos, o “Quilombo Rosa” ficou na segunda colocação e quase venceu.

“A obra do pronto-socorro é muito importante para a Saúde de Araraquara e será executada pelo nosso governo. É para isso que serve o OP. Não haverá uma obra feita em Araraquara sem a aprovação da população”, ressaltou o prefeito Edinho.

A secretária da Saúde, Eliana Honain, avalia que o resultado da votação “foi muito importante para o avanço da Saúde no município”. “Eu acho que a população de Araraquara ganhou um grande presente nesse aniversário de 200 anos”, analisa.

A população presente aprovou a iniciativa da plenária. “A união é importante para a gente saber o que é prioridade para a gente ou não é”, disse a cabeleireira Elisângela Gomes. “O OP é uma comemoração à democracia. Isso é o mais importante, essa participação popular”, opinou Marcelo Parancini, diretor de unidade escolar.

Além de secretários e representantes da Prefeitura, também estiveram presentes na plenária os vereadores Paulo Landim (PT), Thainara Faria (PT), Toninho do Mel (PT), Edio Lopes (PT) e Roger Mendes (PP).

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis